06/07
Minha paixão é por vidas

6 de Julho de 2017

Toda unção que desce sobre sua vida obedece um tempo.

/

Farei com eles aliança eterna, segundo a qual não deixarei de lhes fazer o bem; e porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim. Vou encher o coração deles de profundo respeito. Jeremias 32:40

Eu creio que o maior presente que o Senhor nos deu foi o Espírito Santo, pois a grande angústia de um religioso é ter que decorar preceitos e dogmas e não saber para onde seu Deus está se movimentando, pois ficaram presos no passado por falta de discernimento. Nós sabemos que mudanças que ocorriam de 100 em 100 anos hoje ocorrem de 10 ou 5 em 5 anos, porém, mesmo que o mundo seja veloz em suas descobertas, eles precisam esperar a próxima atualização, mas quem tem o Espírito Santo não, porque o Senhor pôs dentro de nós essa bússola que nos põe em movimento, que é direção e velocidade que nos atualiza a qualquer momento o que Deus está fazendo, para onde ele está indo, é uma espécie de GPS interno que estamos indo sem saber, porém, sabendo que estamos sendo conduzimos para o caminho certo.

No Antigo testamento a lei foi escrita externamente, quando Jesus levantou seus discípulos os princípios foram plantados fora deles, mas o momento esperado foi o derramamento do Espírito Santo.

Vejo como obra do Espírito Santo em nossa vida, na qual precisamos acessar hoje, pois precisamos de direção, porém, velocidade para alcançar nossas promessas. Bússola - Jeremias 31:31-34. Ou mesmo a proclamação desse mês onde o Senhor diz que vai por um temor no coração do seu povo, fala de direção, entendimento.

Todo ser que respira louve ao Senhor. Salmo 150:6.

Todo ser que respira louve ao SENHOR. Aleluia!

Tudo o que tem fôlego louve Adonai.

Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor, louvai ao Senhor.

Todos os seres vivos louvem ao eterno, louvado seja o Eterno! Haleluia.

Na criação quando ele chega tem movimento, Ele se movia sobre as águas. No batismo de Pentecostes nasceu a igreja. Quando o homem foi formado, no vale de ossos secos. Quando recebeu o Espírito Santo e na coluna de fogo no deserto. Tudo há movimento.

Ele quer dar sentido as coisas. Aquilo que está parado em sua vida vai entrar em movimento hoje. O que está estagnado vai receber fôlego, respiração. Olha para todas as áreas inanimadas de sua vida, pois hoje recebe fôlego. Você pode ser muito ocupado, mas não significa que você seja produtivo.

Era a terra sem forma e vazia; trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.Gênesis 1:2 A posição dele é sobre as águas, para a partir dali ativar todo o resto. A terra era um vazio, sem nenhum ser vivente, e estava coberta por um mar profundo. A escuridão cobria o mar, e o Espírito de Deus se movia por cima da água.

O Espírito Santo põe nossa vida em movimento, ele nos tira de um estado inanimado e nos põe em ação, pois essa é uma de suas funções. Veja que ele é comparado ao vento, aliás, a tradução para Ruah, ou Pneuma se refere ao ar em movimento, ao fôlego, a vida, ao vento. Era preciso que algo material se manifestasse, vento muda uma realidade. O Espírito Santo como vento, movimento dinâmico do ar, coloca o ar em movimento. Assim como o vento é o ar em movimento, o Espírito Santo dentro de nós nos põe em movimento. Sua vida antes do Espírito Santo tinha atividade, mas lhe faltava propósito, tinha ocupação, mas lhe faltava produção, por isso você terá uma experiência com o Espírito Santo que vai te colocar em movimento na rota certa, porque ele é a bússola e movimento.

Não é só o movimento que ele provoca que chama a atenção, mas a energia que esse movimento libera, manifesta. Os ídolos não respiram, pois não tem o ar, hálito, fôlego, vento, que é a vida de Deus que nos empresta e quando a pessoa morre esse fôlego volta para Deus. Todo ser que respira, louve ao Senhor. Respirar - Shamah - Respiração, Espírito, fôlego. Todo ser que respira louve ao Senhor, veja que se trata do último texto de salmos, porém, ao olhar todo o capítulo vamos nos deparar com alguns ensinos muito importantes. Salmos 150:1 – “ Aleluia! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento, obra do seu poder.” O firmamento e a vastidão do céu, onde os anjos e os espíritos dos justos adoram ao Senhor - Salmos 48:1-2, Hebreus 12:22-23. Sendo que o santuário era o tabernáculo ou o templo de Israel.

Veja que os instrumentos tocados, colocados em movimento atingem o santuário terreno, porém, quando aquele que tem fôlego louva, ele é capaz de atingir o firmamento do céu, sua voz é a rodovia na qual os anjos trafegam. Nós acessamos as coisas terrenas almejando as coisas do alto, Agostinho de Hipona fala sobre isso, cidade de Deus e cidade terrena. Se você não sabe das coisas terrenas como vai saber das do alto. O Salmos 150:2 - “Louvem-no pelos seus feitos poderosos, louvem-no segundo a imensidão de sua grandeza!”- Fala sobre os feitos e atributos de Deus. Feitos de Deus a favor de Israel. Feitos de Deus realizados pelas mãos de Jesus. Relatos dos poderosos feitos do Espírito Santo, realizados por meio do povo de Deus. Atributos, ou grandeza - Seus feitos definem sua grandeza, seus atributos, o que Ele é, veja que através do Espírito Santo nós realizamos os feitos do Senhor e mostramos sua grandeza. A respiração vem do Senhor - Que toda criatura que respira louve o Eterno. Respiração, inspiração, fôlego, movimento, ou seja, veja como sem ele nunca cumpriremos nosso destino.

 

Movimento, quero visitar mais um ambiente de movimento nessa história bem acessada por nós.  Festa para uns, dor para outros. Você está pronto para lidar com a benção na vida de outras pessoas?

“Algum tempo depois, Jesus subiu a Jerusalém para uma festa dos judeus.
Há em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, um tanque que, em aramaico, é chamado Betesda, tendo cinco entradas em volta. Ali costumava ficar grande número de pessoas doentes e inválidas: cegos, mancos e paralíticos. Eles esperavam um movimento nas águas.João 5:1-3

É muito comum esse estado de dor para uns e festa para outros, pois Jerusalém estava em festa, e Jesus subiu para Jerusalém. Não é incomum Jesus participar de festas bíblicas, ou seja, algumas vezes foi registrado a presença dele, porém, em sua infância, quando fez seu bar mitzvah, e a cada ano seus pais subiam a Jerusalém para as festas, agora, pois já tinha mais de trinta anos, ele estaria indo sem seus pais, sendo que uma multidão fez a mesma rota que ele, pois saíam de todas as cidades em Israel e mesmo de outros países para as festas em Jerusalém, por haver dificuldade de saber o dia certo das festas, se sabia a época, mas não os dias, por ser definido pelas luas, sendo assim, os sacerdotes que anunciavam, e para que soubessem das festas, acendiam fogueiras que eram repetidas a distância de cada aldeia e tocavam o shofar, isso anunciava que Jerusalém estava em festa, pois agora teriam os sete dias para chegar as festas.

Muitos faziam aquele trajeto, entravam pela porta das ovelhas, passavam pelo tanque de Bethesda e entravam em Jerusalém em direção ao templo, antes de mais nada é importante saber que essa porta agora tem outro nome, chamada porta do leão, pois no profético sabemos que Jesus entrou ali como cordeiro, como ovelha mas saiu como um leão. O nome porta das ovelhas é porque era onde se tinha a maior concentração de ovelhas em currais, inclusive para os sacrifícios que aconteciam nas festas, era uma espécie de porta necessária, de passaporte para as festas, era um lugar sujo por natureza pela concentração de animais no lugar, Jesus passou por ali, mas enquanto alguns se concentravam no tipo de sacrifício que iriam levar para o templo, Jesus se concentrou na dor de alguém, ele decide olhar para aquele paralítico, cujo texto diz que estava ali a 38 anos esperando ser curado.

Eis a questão, esse ambiente ainda se forma em nosso tempo, aqui alguns estão em festa, alguns estão em dores, só que nada garante que você que está em festa hoje não esteja em dores amanhã, mas tenha certeza que você que está em dores hoje não esteja em festa amanhã.

A porta era das ovelhas, o tanque era da misericórdia, porém, veja que havia nesse lugar uma multidão de enfermos, cegos, coxos, paralíticos, o lugar contradiz ao público presente, parece que essas ovelhas não tinha pastor e que essa casa não tinha misericórdia.

A presença de Jesus transforma realidades. A condição do povo que estava lá contradiz ao que diz sobre o lugar.  Para chegar na festa você passará pelo portão da dor. Tudo aquilo que é contradição na sua vida quando Jesus chegar será uma realidade.

A porta era das ovelhas, o tanque era de misericórdia, quando Jesus chega aquelas ovelhas que sofriam ganharam um pastor e aquele tanque que não tinha nada de misericórdia se tornou a casa da misericórdia, tudo aquilo que é só profecia em sua vida quando chega Jesus será real.

Eu não tenho dúvida ainda mais em um contexto de festa que muitos davam esmola para aqueles que sofriam, mas digo, que ele parou, ele se importou, ele se envolveu. Não sei o que é pior, ser este que sente dores e ver aqueles que estão indo para festa sem sentir a dor daquele que está sofrendo ou ser aquele que está indo para a festa sem se preocupar com o ambiente de dor, não sei o que é pior.

Enquanto uns festejam outros sentem dores e enquanto alguns sentem dores, outros festejam. Mas tem um que está indo para a festa mas decide parar em um ambiente onde pessoas estão sentindo dores, Só ele que para.

 Quando o viu deitado e soube que ele vivia naquele estado durante tanto tempo, Jesus lhe perguntou: "Você quer ser curado?” João 5:6. Uma das perguntas que os comentaristas fazem nesse texto é porque Jesus não curou outros doentes, sendo que o evangelista relata que haviam muitos doentes naquele lugar. Uma tradução diz: vendo este deitado. Pois, este não sabe que aquele está vendo além do que ele vê, além do tanque de misericórdia.

Quando Jesus se revela para alguém, Ele não revela para outros porque ele parou para este, Ele pode se revelar a pessoas específicas sem se revelar a todos.

Em uma casa, uma família vemos isso acontecendo, em uma igreja, pois, há tantos que precisam de sua misericórdia hoje, mas enquanto estamos tomados por nossas crenças que nos paralisam, ficamos esperando do tanque tendo a fonte do nosso lado.

Este não sabe que aquele parou por causa dele, era o dia dele. E sabendo que estava neste estado a muito tempo como relata João 5:6. Quando Jesus subiu para Jerusalém, ele tinha doze anos e aquele paralítico já estava lá, pois como lhe disse, a porta das ovelhas era um caminho necessário para ter acesso ao templo e comprar seu passaporte, seu animal para o sacrifício. Ele estava lá a 38 anos quando Jesus o curou, porém, já fazia pelo menos 20 anos que Jesus o via naquela condição, pois diz o texto que já haviam 38 anos.

Jesus sabia que ele estava neste estado a muito tempo, mas porque não aconteceu antes, porque não havia chegado o tempo. Ele fará as coisas no tempo dele, veja que ele passou pela porta das ovelhas e o paralítico estava lá. Não adianta você tentar resolver aquilo que Deus decidiu resolver para você. Jesus já tinha visto ele lá várias vezes e muitas festas, com 18 anos, com 21 anos, com 25 anos, agora com mais de 30 anos.

Daqui a pouco eu volto, ou algo parecido estava sendo dito ali, pois não foi só o paralítico que esperou 38 anos, mas Jesus que por mais de 20 anos o viu ali, esperou por esse momento. Ele não olha hoje, ele já está olhando a muito tempo.

Eu não tenho ninguém - João 5:7: “Disse o paralítico: "Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim". Mas alguém o levou até o tanque, alguém teve que carregá-lo até lá, pode ser que ele não tinha alguém para levá-lo as águas, mas alguém já o conduzia até aquele ambiente.

Alguém te trouxe até aqui. Tem gente que desqualifica aqueles que já fizeram, desconsideram o que foi feito por ele, por se encontrarem ainda na mesma condição não significa que não tenha passado pessoas por sua vida que merecem ser lembradas, não tenho ninguém, um sentimento que paira na alma de muitos.

‘Enquanto eu vou’. Veja que ele se arrastou várias vezes para o tanque, porém, a fonte se encontra ao seu lado, porque o tanque vem dos homens, a fonte vem de Deus. Ele foi curado e tomou seu leito e andava, e aquele dia era sábado.

Ele se arrastou algumas vezes até o tanque, mas não chegou a tempo, como ele, você tem se arrastado até pessoas, ou estruturas esperando uma oportunidade, mas a fonte está ao seu lado.

O que fora curado não sabia quem era. João 5:13: “O homem que fora curado não tinha ideia de quem era ele, pois Jesus havia desaparecido no meio da multidão.” Veja que após ser curado, esse homem põe o leito na cabeça e sai andando pela rua em pleno sábado, sendo que um dos adendos da lei é que no sábado não se pode carregar nada de fora para dentro de casa ou de casa para fora de casa, assim, os religiosos o confrontaram de fazer tal coisa.

A resposta dele é ótima, pois ele diz que só estava carregando a cama, o leito, porque aquele que o curou mandou carregar - João 5:11: “Mas ele respondeu: "O homem que me curou me disse: ‘Pegue a sua maca e ande’ " Pode não fazer sentido, mas quem mandou foi quem o curou, então faz sentido.

O mesmo que me curou me disse - Toma teu leito e anda. O mesmo que me curou me deu um sentido para viver, levantar, tomar o leito e andar, pois aquele que te curou, que te salvou, o que mais ele disse? Porque as pessoas não vão te questionar pelo que Ele fez em você, mas eles o farão quando você fizer o que Ele disse para fazer.

O que ele fez não era o problema, mas o que ele disse sim, pois queremos seus feitos, mas rejeitamos sua palavra, queremos a cura, mas não queremos carregar o leito, porém, o que Jesus queria ensinar é que aquilo que te carrega será carregado por você.

Aprenda que o exercício da obediência será resistido. Quem te curou? As pessoas não querem só saber o que ele fez, mas quem fez, pois não glorificamos o que foi feito, mas quem fez.

Ele foi curado, mas não havia sido salvo. João 5:14: “Mais tarde Jesus o encontrou no templo e lhe disse: "Olhe, você está curado. Não volte a pecar, para que algo pior não lhe aconteça". Veja que mais tarde Jesus o encontrou no templo e lhe dá um alerta para que não aconteça algo pior, mas me diga uma coisa, o que seria pior do que ficar 38 anos esperando uma cura? Te digo, a eternidade no inferno, não pense que o que você vive hoje é o pior, mas sim uma vida sem Jesus, isso sim será pior.

0
26/06
Minha paixão é por vidas

26 de Junho de 2017

Toda palavra é como uma semente que precisa ser fecundada

/

Quanto a mim, esta é a minha aliança com eles, diz o SENHOR: o meu Espírito, que está sobre ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca, não se apartarão dela, nem da de teus filhos, nem da dos filhos de teus filhos, não se apartarão desde agora e para todo o sempre, diz o SENHOR. Isaías 59:21.

Por mais que já saibamos disso, o que vamos encontrar nesta passagem é que a resposta ao caos começa em nossa linguagem. Sua linguagem precisa antecipar sua realidade. É como uma luz rodeada pela escuridão, ela consegue cobrir apenas um espaço limitado, mas quem entrar neste círculo de luz terá um caminho iluminado, assim será sua linguagem em meio ao caos, ela consegue apenas iluminar um ambiente que alcança sua voz, porém, à medida que ela atingir seu filho, o filho do seu filho, porque este texto fala de linguagem e linhagem. 

Ansiamos pela luz, mas afundamos na escuridão. Esse é o sentimento que tenho na leitura dessa passagem de um povo que tinha uma referência de felicidade, de libertação, de sucesso, de aliança, porém, consumidos pelo caos da incapacidade e inércia que a vida os conduziu, todos conformados, e adequados ao novo jeito de viver. Quantas vezes você acorda decidido a mudar algo em sua vida, decidido a romper com alguma coisa que te prende, ou mesmo, a dizer não para sua alma que te assola com os desejos que te afastam de seus propósitos em Deus. O fato é que nossa natureza pecaminosa nos faz lembrar o tempo todo de onde viemos, do que fomos formados, porém, há uma redenção que começa em nossa boca. “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.” Romanos 10:9-10.

Torne visível tua aliança com Deus. “Quanto a mim, esta é a minha aliança com eles, diz o Senhor: o meu espírito, que está sobre ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca, não se desviarão da tua boca nem da boca da tua descendência, nem da boca da descendência da tua descendência, diz o Senhor, desde agora e para todo o sempre.” (Isaías 59:21) Veja que o invisível se torna visível quando falamos, assim foi na criação – “Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;” (Romanos 1:20)

“Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.” (Colossenses 1:16). Minha aliança – Invisível. Meu Espírito – Invisível. Minha palavra - Visível.  Veja que a palavra de Deus externou o que estava dentro dele, João 1:1-3, 10, 14. Veja que as palavras são evidências da presença do Espírito Santo em minha vida, a presença dele muda minha linguagem.

O espírito do homem é a lâmpada do SENHOR, a qual esquadrinha todo o mais íntimo do corpo. (Provérbios 20:27) Unção fala de empoderamento, precisamos nos render a unção que nos foi concedida, essa é a melhor maneira de viver. Sabendo que a unção caminha junto ao propósito de vida, por isso hoje quero tocar três níveis ligados à unção que recebemos. Só posso me apoderar de algo que conheço, pois a falta de informação a respeito de algo me deixa longe de atingir o propósito. Quanto ao tema unção não é diferente, pois corremos o risco de nos atermos ao fator poder e nos esquecermos que ela serve como um combustível para ativar aquilo que já temos, como uma lamparina que precisa do azeite, isso é unção, pois a lamparina nós já temos, porém, precisamos do fogo. Veja que o texto diz: O Espírito do homem é a lâmpada do Senhor.  Ou seja, onde Deus vai acender esse fogo dentro de nós? Onde ele vai ativar a unção? Em nosso Espírito, porém, tudo já está aí, mas o conhecimento ativa seu potencial que chamamos de unção.

Veja que o Senhor ilumina seu Espírito, ou seja, dentro de você tem uma luz que ninguém vê, porém, que a descobrem quando você fala, em sua linguagem, por isso cuidado em querer iluminar aquilo que Deus não iluminou. Quando você ilumina muito alguma coisa não reclame quando vierem os insetos, porque eles são atraídos pela iluminação. Existem áreas de seu ministério, coisas que podem ficar guardadas só para você, e deixe à luz do dia iluminar naturalmente, ou então não reclame dos insetos que vão aparecer pela manhã.

Muitos se apegam a unção que foi transferida de Elias para Eliseu, ou de Paulo para Timóteo, ou mesmo de Jesus para seus discípulos, mas se esquecem que antes do fato acontecer houve ensino, vivência, discipulado, tratamento, por isso precisamos entender que a unção pode ser transferida, esse fogo que acende seu Espírito, mas não se transfere propósito, pois a unção potencializa seu propósito. Quando a ligação com meu elemento vital é rompida, a vida cessa, aqui no caso o elemento vital se chama propósito, preciso me mover dentro dele.

Não tente saltar a muralha, antes de ter suas lâmpadas acesas. Davi sabia como enfrentar um desafio. O Segredo é permitir que Deus acenda a sua lâmpada. “Porque tu acenderás a minha candeia: o Senhor meu Deus iluminará as minhas trevas// Porque contigo entrei pelo meio de uma tropa (esquadrão), com o meu Deus saltei uma muralha.” (Salmo 18: 28-29)

As palavras podem te libertar ou te prender. “E te deixaste enredar pelas próprias palavras; e te prendeste nas palavras da tua boca;” (Provérbios 6:2) Quando a ligação com meu elemento vital é rompida, a vida cessa, se o peixe para ser livre salta fora dÁgua, não é mais a liberdade que encontra, porém a morte. A fé é construída a partir do que decidimos ouvir, definindo escolhas em nossa vida.

Se engravide da semente certa e conceba sua própria libertação. “Ninguém há que clame pela justiça, nem ninguém que compareça em juízo pela verdade; confiam na vaidade, e falam mentiras; concebem o mal, e dão à luz a iniquidade.” (Isaías 59:4) Isaías compara os governantes como mulheres grávidas dando a luz à iniquidade. Aqui está a verdadeira compreensão da vida, pois a semente fecundada determinará a espécie concebida, assim como o útero fecunda uma semente e dá à luz a um lindo bebê, toda palavra é como uma semente em sua vida, porém, lembre-se que são milhões de espermatozoides, mas um só fecunda o óvulo, e uma vez fecundado esse óvulo se fecha, se protege e não deixa entrar mais nenhum, assim é uma ideia concebida em seu cérebro, quando fecundada é como se ele se fechasse para qualquer coisa nova que queira entrar.

Concebem o mal e dão à luz a iniquidade. Depois que o mal é concebido não espere outra coisa nascer que não seja a iniquidade, sofrimento, problemas. Uma versão diz: Criam problemas e dão à luz ao mal.

“Chocam ovos de cobra e tecem teias de aranha. Quem comer seus ovos morre, e de um ovo esmagado sai uma víbora. (Isaías 59:5) O que se espera que vai nascer? Ao comerem esses ovos serão picados por aquilo que fecundaram. Quem comer de seus ovos morrem e do ovo rompido sai uma cobra.

“Suas teias são inúteis como roupa, e seus atos são inúteis para vestir. As teias de aranha não servem para fazer casacos ou mantos, ninguém consegue usar as roupas tecidas com elas. (Isaías 59:6) Eles tecem a maldade e chocam a violência. Mantos, roupas aqui quer dizer que suas lindas teias da mentira que são produzidas pelos maus, não poderão protegê-los, quando as pessoas vivem na mentira, encontram-se nas sombras, sem saber para onde estão indo.

 

O que dão à luz serve somente para destruí-los, veja a comparação, você acha que esses corruptos que estão roubando nosso país vão ficar impunes, o pior não é só sobre eles, mas sobre seus filhos, netos que terão o terror que os acompanhará, pois concebem algo que vão destruir a si mesmo e a sua geração.

 

Se engravide da semente certa e conceba sua própria libertação. Vemos isso na vida das mulheres que deram à luz a filhos nazireus, pois estavam grávidas daquele que seria seu libertador, elas tinham em seus ventres a resposta para sua angústia e de seu povo, assim é com você, pois do que você se engravidou será a resposta para sua vida. Deus vai lhe dar sementes que vão conceber sua resposta. Uma ideia que vai te libertar.

Interessante que a membrana plasmática do espermatozoide apresenta proteínas chamadas fertilizinas que se associam às proteínas receptoras presentes na membrana plasmática do óvulo. Tem uma membrana que envolve o espermatozoide e tem uma membrana que envolve o óvulo, o espermatozoide é uma poeira se comparado ao tamanho do óvulo, como se fosse um grande planeta o óvulo e o espermatozoide uma aeronave que vai aterrissar dentro do óvulo. Quando ocorre interação das duas proteínas os dois gametas, do espermatozoide e do óvulo, ou seja, 24 cromossomos dos espermatozoides e 24 cromossomos do óvulo - As membranas deles se fundem, como uma casca, gera uma interação e misturam os núcleos, assim há uma alteração, como um planeta que foi habitado, essa alteração provoca uma alteração que se propaga por toda a superfície do óvulo, impedindo que outros espermatozoides o fecundem.

Essa proteção vem da unção, quando uma palavra fecunda a igreja de fato, ela está protegida, pois ela cria uma membrana de proteção contra os falsos profetas, contra os ensinos falsos. A igreja é única, um ser vivo.

Eu creio que existe um código na palavra que quando a recebemos, ela cria essa membrana de proteção, ela concebe, ela nos engravida, essa palavra que Isaías quer dizer. Porque quando um vírus entra na pessoa ele começa a se multiplicar, mas quando protegemos a pessoa com a palavra, com esse logos o vírus não entra. É importante entender que a semente humana não concebe em outra espécie.

Toda vez que você recebe uma palavra, você está sendo vacinado, talvez você nem precise daquela vacina no momento, mas quando no futuro vir algumas pessoas sucumbindo por causa de algum tipo de vírus na alma, no espírito, você vai se lembrar que foi vacinado quando criança. Algumas coisas você nunca vai passar, porque foi vacinado.

Toda palavra é como uma semente, sêmem, que precisa ser fecundada, do contrário será apenas uma palavra, ela precisa encontrar o recipiente para recebê-la. O que precisamos entender que essa palavra quebra toda maldição hereditária, por isso a linguagem geracional quebra maldições hereditárias, interrompe cadeias de pobreza, ruína e miséria.

Quanto a mim, esta é a minha aliança com eles, diz o Senhor: o meu espírito, que está sobre ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca, não se desviarão da tua boca nem da boca da tua descendência, nem da boca da descendência da tua descendência, diz o Senhor, desde agora e para todo o sempre. (Isaías 59:21) Esta é a minha aliança. Este texto tem conexão com Joel 2:28-29: “E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.”

O meu Espírito esta sobre ti, e as minhas palavras que pus na tua boca. Ele está falando sobre uma linguagem que foi recebida através do Espírito de Deus, na verdade, a presença do Espírito de Deus em nossa vida é um selo, uma garantia de uma linguagem vitoriosa que será perpetuada em nossa geração.

Veja que ele precisa de um recipiente para depositar, um útero para conceber, pois se não houver um recipiente que somos nós prontos para receber não haverá continuidade, pois o que foi recebido não seria só para o profeta ou o povo, mas sim para perpetuar em sua geração, aquilo que você diz tem eco.

Não se apartarão, desviarão, afastarão, deixarão dela, lábios, boca - Veja que sua linguagem não vai mais sair da sua descendência, eles não serão conhecidos pelo seu sobre nome, mas por uma linguagem vitoriosa. Veja que o assunto aqui é linguagem e linhagem, não está se referindo a dons, bens, honra, reconhecimento, posição, mas a linguagem, ou seja, a maior herança geracional está na linguagem, pois a maneira que você trata algumas coisas será determinante para como seus filhos tratarão a vida.  A linguagem certa tem poder para quebrar maldições e proteger sua geração.

Sua voz é o seu endereço no Espírito. Não existe outra voz como a sua, sua voz é o seu endereço na dimensão do espírito. Os cientistas dizem que o timbre de voz é tão preciso para se determinar a identidade de um indivíduo quanto sua impressão digital, ou seja, não existe nenhuma voz igual à sua. Em situação de alta segurança se costuma ouvir a voz para se conceder liberação.

Sua voz é a rodovia pela qual os anjos viajam. Daniel 10:12 “Então me disse: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras.” Foram ouvidas as tuas palavras, foi por causa de tuas palavras é que eu vim.  Veja que o anjo seguiu o endereço da voz, ele saiu para encontrar o dono da voz, quando você adora, diz a palavra que Deus habita no meio dos louvores, o Eterno segue o endereço de sua voz, que não tem nada a ver com afinação, mas sim com entrega.

Segundo Ruth Ward Heflin em seu livro “Glória - Experimentando a atmosfera do céu”, a A palavra escada no Antigo Testamento, em Gênesis 28:12, quando Jacó viu anjos subindo e descendo, tem o mesmo valor numérico da palavra voz no novo testamento. Essa autora escreve sobre avivamento em glória, que é permanecer abaixo da nuvem e ministrar diretamente da glória ao povo. É viver na atmosfera da eternidade e declarar o que você está vendo. É juntar a colheita, usando somente ferramentas do Espírito. A autoria dizia: É possível que os anjos viajem na escada de sua voz. Sua voz é a rodovia que anjos viajam para trazer coisas para você do céu, quando você adora, você acessa esse caminho.

Deus criou tudo com sua voz. Salmo 33:6,9, Hebreus 11:3. A fé sempre vem com um som, uma voz, uma palavra. Salmo 18:6-7. Não leva muito tempo até que sua voz chegue ao céu e entre nos ouvidos de Deus, o Eterno.

Você deve se lembrar no Antigo Testamento, quando Moisés feriu a rocha, a água jorrou para suprir toda a nação de Israel enquanto eles percorriam o deserto. Na vez seguinte que eles precisaram de água, Deus disse a Moisés para falar a Rocha, mas Moisés estava irado e a feriu ao invés de falar. Deus ficou irado com Moisés, e mais tarde recusou-se a permitir que ele entrasse na Terra Prometida (Êxodo 17:6, Números 20:8-12, 1ª Coríntios 10:4). Moisés não apenas desobedeceu a Deus quando feriu a rocha, como também destruiu o paralelo entre a Rocha que é Cristo e a imagem da nossa redenção. A Rocha que é Jesus foi ferida uma vez na cruz.

Hebreus 9:12, o livro de Hebreus diz repetidas vezes que Jesus comprou a nossa redenção uma vez por todas, significa que não terá de ser feito novamente.  Há dois mil anos Jesus, a Rocha foi ferido. Agora, quando você fala a Rocha, quando você adora, a água fluirá livremente. À medida que você declara a palavra de Deus, há plena provisão para cada uma de suas necessidades. Portanto fale a Rocha, adore e não perca a oportunidade de entrar na terra de sua promessa.

Quando Jesus foi ferido, saiu água de seu lado, isso representa o tempo da lei dos sacrifícios, porém, após a Rocha ser ferida a ordem é fale a Rocha. Talvez você esteja como Moisés ferindo quando é para falar, ou seja, precisamos fazer o que a palavra diz.

 

0
31/05
Minha paixão é por vidas

31 de Maio de 2017

Saber nossa condição é o ponto chave para mudá-la.

/

Abre meus olhos, para que eu veja as maravilhas da tua Torah. Salmos 119:18.

Nós temos necessidade de conhecimento, de direção, de sabedoria, de entendimento, ao mesmo tempo como líderes, queremos uma estratégia que nos leve ao êxito, vivemos rodeados de novas ideias, pelo fato da comunicação hoje ser compartilhada diariamente, em todo tempo somos expostos a modelos de vida, diferente do passado onde ligávamos a televisão e tínhamos alguns modelos como em propaganda de margarina, porém, hoje convivemos com realidades diferentes e chegamos a ficar confusos a respeito de um caminho seguro, pois o que há algum tempo defendia com todas as forças uma proposta, agora está contrária à ela, enfim, faço a oração do Salmista a minha oração. Desvenda meus olhos. Vamos encontrar neste Salmo uma chave que nos aproxime de nossa finalidade, pois todos nós precisamos encontrar nossa finalidade na vida.

Porque então te deleitarás no Todo-Poderoso, e levantarás o teu rosto para Deus. Orarás a ele, e ele te ouvirá, e pagarás os teus votos. Determinarás tu algum negócio, e ser-te-á firme, e a luz brilhará em teus caminhos.” (Jó 22:26-28) A tua oração precisa de um projeto e o teu projeto precisa de oração. Hoje o que mais nos desanima é uma vida sem resultado, uma vida de canseira e suor, uma vida de problemas, pesada e com preocupações. Veja essa frase no texto lido - "Se projetas alguma coisa, te sairá bem." Veja como a oração é fundamental para alcançar esta resposta, assim a luz brilhará em teus caminhos. Hoje o que mais vejo são pessoas em busca de luz, de sabedoria, de respostas, de direção, pois energia para trabalhar às vezes não é o problema, mas sim em que investi-la. Às vezes dinheiro para investir não é o problema, mas sim oportunidades claras, por isso o apóstolo Paulo fala a respeito de conhecer qual a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.  Veja que o texto fala de projeto e de oração, pois a tua oração precisa de um projeto e o teu projeto precisa de oração. Quero falar sobre quatro ícones para sua jornada de sucesso: revelação, ciclo, ritmo, autoridade, são palavras isoladas, porém, conectadas.

Saber nossa condição é o ponto chave para mudá-la. ‘Livra-me de voltar ao pó vivifica-me - 119:25’. Veja que o salmista mostra dois ambientes que são exemplificados pelo pó da terra de onde fomos criados e da Palavra de onde fomos gerados, pois diferente das outras criações de Deus, ele formou o homem com as mãos, porém, a vida do homem veio quando Deus soprou em suas narinas e lhe deu um destino. O primeiro fôlego do homem na terra veio do céu, veio de Deus. Voltaremos ao pó, mas depois que cumprir o propósito de Deus em nossa vida. O pó representa nossos limites, nossa humanidade, nossa carne, nosso pecado, nosso fim, veja Gênesis 2:7: “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” Eclesiastes 3:20:  “Todos vão para um lugar; todos foram feitos do pó, e todos voltarão ao pó.

O primeiro texto fala da matéria prima que Deus usou para criar o homem, em Eclesiastes já fala a respeito do final que teremos, porém, o salmista está utilizando deste entendimento para expor como ele está no momento, ele estava mais próximo do pó, do meu fim, mas crendo que a palavra pode reanima-lo.

Vivifica-me, preserva minha vida. Só a Palavra pode fazer isso dentro de nós, pois assim como cada criação tem uma fonte de energia, plantas, animais, peixes, firmamentos, ou materiais criados pelo homem precisam de combustível, energia, sol, assim estamos como o Salmista 42, como o servo brama pelas correntes das águas assim. A única coisa que pode te levantar é a Palavra que sai da boca de Deus, ela te vivifica. A minha fome determina a minha natureza. 

O que eu posso aprender com esse momento - 119:26: “Eu te contei os meus caminhos, e tu me ouviste; ensina-me os teus estatutos.” Ensina-me. Volto ao entendimento anterior, é a criatura precisando do criador, estou no pó, porém, preciso da palavra para sair de onde estou, então ensina-me, veja como ele está sedento por conhecer melhor a Deus e sua palavra. Quando temos a impressão de estar na pior, o Senhor aparece com o que há de melhor.

Saber minha condição é o ponto chave para mudá-la. A metáfora aqui é comparada à lua que não tem luz própria, mas precisa do sol para brilhar, (a lua é um satélite natural) que se assemelha a nós que se não fosse a luz de Cristo em nossa vida não teríamos brilho algum. Se tudo sei, nada posso aprender, se tudo tenho, nada posso receber. Saber minha condição é o início da restauração.

Olhando os próximos versículos, o sentimento que tenho é como se ele tivesse receio de morrer sem conhecer os desígnios de Deus, por isso ele termina este bloco de textos 119:32, dizendo amplia a compreensão do meu coração, alarga, aumente, abra espaço no meu coração para as verdades de Deus. Salmos 119:32 - "Seguirei pelo caminho de seus mandamentos quando ampliares a compreensão de seu coração.”

Gênesis 15:1-7 - O que Deus nos mostra que toda palavra tem um tempo de gestação, que uma vez cumprido esse tempo é necessário sair, nascer, pois do contrário pode provocar um aborto de um projeto. Depois destes acontecimentos, veio a Palavra do Senhor. Veja que o texto nos dá o entendimento que estava acontecendo alguma coisa que terminou, que a profecia já se encontrou com seu tempo, veja que quando isso acontece, veio a palavra do Senhor. Quando termina um ciclo de espera, Deus nos dá uma nova palavra para nos guiar, nos direcionar. As palavras obedecem períodos. Uma palavra liberada no passado pode terminar o ciclo dela agora em sua vida, ela encontra seu repouso. Como no ato da criação, veja que a palavra do Senhor estabeleceu um novo momento na história. A terra era sem forma e vazia, veja que quando entrou a Palavra tudo mudou. Quero falar sobre coisas que estão paralisadas, estão no meio, talvez você começou muitas coisas e não concluiu.

É o termino de um ciclo e começo de outro ciclo, veja que entre um acontecimento e outro se instala novos decretos. Oportunidade, uma janela que se abre para o novo, fechamento de um ciclo de amarguras, legalmente você tem o direito de pedir a cura de suas feridas causadas nos últimos dias.  Uma nova palavra. Como se um período de cumprimento de promessas se esgota, como se as chuvas que encheram aquelas nuvens já caíram e agora é necessário encher novas nuvens.

Deus lhe nos dará o que precisamos para servi-lo. A terra que Deus prometeu para Abraão era na verdade um lugar para servi-lo. Este é o nosso limite de posse. O que nós temos é à medida que você precisa para servi-lo, por isso precisamos ampliar nossos projetos para Deus ampliar nossas posses. Precisamos pensar nas conquistas como uma melhor maneira de servir a Deus. Deus está disposto a dar tudo aquilo que precisamos para servi-lo com maiores resultados. O limite das nossas posses está no limite do nosso serviço, o quanto nós decidirmos servir na causa do reino é o quanto terá de liberação das posses. Esta é a revolução do servir.

Não era Abraão que precisava da terra, mas a terra precisava de Abraão. Era uma terra de deserto, mas que a presença de Abraão a fez florescer. Sodoma precisava de um justo para livrar a terra! Sua presença mantém as conquistas das pessoas. Para receber o novo é preciso ver em outro nível.  E fê-lo sair. Esta frase sustenta um estilo de vida, essa saída não era apenas um ato geográfico, físico, mas uma nova maneira de ver a vida. É como se colocasse a mão nas costas de Abraão e o conduzisse para fora mesmo que ele não quisesse, e fê-lo sair.

Mudança de perspectiva, mudança de expectativa. Dentro da tenda, Sara não podia ter um filho, as coisas eram impossíveis, mas quando ele sai, muda toda perspectiva de vida. Deus faz Abraão sair de sua razão restrita e de sua concepção da natureza, para conceber o projeto que tinha para ele. A dúvida é sinal de falta de intimidade. Vemos isso no casamento, quando estou no pé do monte, vejo de longe, quando subo, minhas perguntas são respondidas, quando saio da tenda é o mesmo significado. Existe um lugar onde o sobrenatural é gerado em nossa vida.

Yatsar - Existem três palavras chaves que se repetem nesse texto: Gerado, conduziu, tirei. Veja onde se encaixam. Gerado de ti, se referindo ao nascimento de Isaque; Conduzi-o até fora, se referindo a Abraão sendo levado para fora da tenda; Tirei de Ur dos Caldeus – Abraão saindo da sua família e idolatria – Assim como uma criança sai do limitado ventre materno para ver o mundo, assim foi Deus conduzindo Abraão por dois grandes momentos da vida dele, quando deixou sua família e quando foi levado para fora de sua tenda – Yatsar, foi um nascimento.

A força do seu ministério não vem do quanto você corre, mas de quanto você para. A desistência é predadora de milagres. Marcos 5:35-36: “Enquanto Jesus ainda estava falando, chegaram algumas pessoas da casa de Jairo, o dirigente da sinagoga. "Sua filha morreu", disseram eles. "Não precisa mais incomodar o mestre! "
Não fazendo caso do que eles disseram, Jesus disse ao dirigente da sinagoga: ‘Não tenha medo; tão-somente creia’”. Jairo teve que aprender que além da oração, da nossa fé passar por um ciclo, é preciso ritmo, cadência, pois o ritmo de um desesperado é muito diferente daquele que tem a resposta.

Um ciclo que funciona, a oração só não é efetiva se desistirmos antes que o ciclo se complete. Daniel orava três vezes ao dia, ao vê-lo sendo levado para a cova dos leões parece que sua oração não funcionou, mas Daniel sabia que a oração é um ciclo, que embora estivesse aparentemente derrotado naquele momento, a vitória era certa, mas ele precisava permanecer até o ciclo completar. Permanecer até o ciclo completar, este é nosso desafio, permanecer, continuar, perseverar, mas o segredo está nesta atitude, pois o sentimento no meio do processo é de exaustão sem resultados, mas é preciso saber que algo já começou a acontecer. Eu já vi pessoas depois de um tempo buscando uma direção subirem para Israel com uma sede intensa por respostas, onde foi o fechamento de um ciclo na vida daquela pessoa. O sentimento que tenho é que quando as pessoas desistem de orar elas saem do ciclo, da roda da oração, que continua girando, continua em movimento, porem, é preciso voltar.

Jesus demorou porque parou para operar um milagre junto a uma pessoa tão desesperada quanto Jairo, ele recebeu a notícia de que sua filha já estava morta, ou seja, como se dissesse, pare de orar - Marcos 5:35-36. Veja que ele teve que aprender naquela hora as etapas que formam o ciclo de oração:  Sofrimento;  Aparente vergonha e Morte e ressurreição.

Ele acompanhou o ritmo de Jesus, a oração tem um ritmo, tem uma dinâmica. Os olhos naturais são lentos para acompanhar a velocidade, o ritmo de Deus. Jairo como todo desesperado está em um ritmo, imagino a cena dele indo à frente de Jesus e Jesus em outro ritmo, a ponto de parar para atender alguém, porém, Jairo teve que entrar no ritmo de Jesus.

A desistência é predadora de milagres. A entrada triunfal de Jesus na casa de Jairo nem foi percebida por aqueles que desistiram de crer, inclusive riram. Quando as pessoas desistem eles deixam de perceber a presença do milagre, elas não conseguem mais assimilar o movimento de Deus na vida dela.

O milagre já estava em processo. Ele diz, a menina dorme. No momento que seu pai não desistiu de crer, a menina já havia recebido seu fôlego de vida, bastava apenas ser despertada, veja que o milagre começou antes de chegarem em casa, quando Jairo decidiu acreditar, pois ele tinha uma má notícia, mas preferiu ficar do lado de Jesus, pode ser que você está aqui hoje com uma má notícia, mas fique do lado dele, pois você vai ver que quando ele entrar em sua casa o ciclo vai se cumprir.

Você pode não está vendo, mas o poder de Deus já está agindo. O ambiente de luto, incredulidade e indiferença foi invadido por admiração. Jó 22:26-28. Veja que a luz do Senhor brilhou nessa casa, veja que teu rosto vai resplandecer diante do luto daqueles que estão a sua volta, escuridão para muitos, direção para você, pois a oração tira você da escuridão, da incerteza, da indiferença, do vale das sombras.

Autoridade é um gatilho mental, ter autoridade no assunto é precisar se colocar em posição, de fato se adiantar. Antes para se ter autoridade, precisava ser uma pessoa muito importante na classe social, ter um jaleco de militar ou de médico, ter um livro nas prateleiras. Enfim, autoridade antes era um sinônimo de famoso, hoje no meio online se torna diferente, pois você tem a capacidade de ter seu conteúdo relevante dado ao seu público e de fato gerando valor para essa pessoa, e no caso por você ter entregado tanta coisa valiosa para ela, você se torna uma autoridade no seu publico. A partir desta perspectiva afirmo que o que está sobre você não te define, mas sim o que está em você.

João 19:23-24: “Tendo crucificado Jesus, os soldados tomaram as roupas dele e as dividiram em quatro partes, uma para cada um deles, restando a túnica. Esta, porém, era sem costura, tecida numa única peça, de alto a baixo.
"Não a rasguemos", disseram uns aos outros. "Vamos decidir por sorteio quem ficará com ela. "Isso aconteceu para que se cumprisse a Escritura que diz: "Dividiram as minhas roupas entre si, e tiraram sortes pelas minhas vestes". Foi o que os soldados fizeram.” Este texto está inserido no instante da crucificação, pois os soldados que crucificavam tinham direito aos pertences pessoais dos executados. Vejam que repartiram tudo que Jesus possuía. Apesar do texto só se referir a uma túnica e uma veste, ele também teria um par de sandálias, um turbante, um cinto, enfim, logo após Jesus morrer eles o deixaram nu e pegaram seus pertences.

As vestes ficavam sobre a túnica, pois a túnica de Jesus ficava direto sobre sua pele. Isso quer dizer que uma pessoa vestida só de túnica era como se estivesse nua, além do mais, usar mais de uma túnica era um luxo, por isso em Mateus 10:10: “Nem alforges para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordões; porque digno é o operário do seu alimento.”Os discípulos foram proibidos de levarem duas túnicas. O que vamos ver é o quanto os soldados valorizaram aquelas vestes e desprezaram o dono delas. José de Arimatéia quis o corpo, os soldados queriam a túnica.

A túnica aqui representa posse, valor, quando Saúl ofereceu sua armadura para Davi enfrentar o gigante Golias, Davi entendeu que aquela armadura não era para ele, ele decidiu entrar em batalha com o que ele tinha, o fato é que as pessoas confundem o que temos com aquilo que somos. Que Jacó fez para José. Feita para Arão. Que Ana levava para Samuel.

O favor nunca é o que está sobre você, mas o que está em você. Na história de José seus irmãos levaram sua túnica, mas não levaram o favor de Deus que estava nele. Após a morte de Jesus, os soldados romanos dividiram suas vestes. Eles lidaram com a túnica que Jesus estava com muito cuidado, partiram em quatro e deram uma parte para cada soldado.

Quanto à túnica, tiraram sorte para ver quem ficaria com ela. Não é muito diferente do que vivemos hoje, pois aquilo que possuímos se torna mais relevante do que aquilo que somos. Muita gente se relaciona com você até que você seja útil, acabando a utilidade, acaba o valor. Eu preferia ter Jesus do que seu manto, mas ainda vivemos entre aqueles que preferem o favor de Deus do que Deus.

Quanto a José, foi dado como morto, o fato é que após isso que Deus começou a fazer algo muito mais poderoso na vida de José. Quando dizem: você pensa que terminou para você, que seu tempo acabou, não acredite! Quando foi dado como morto que tudo se materializou, antes eram sonhos, porém, depois da afronta dos seus irmãos, Deus começou sua história.

Tiraram sua túnica que aponta para posse, posição, reconhecimento, autoridade, porém, não tiraram o favor de Deus que estava nele, porque o que te define não é o que está sobre você, mas o que está em você, podem ter tirado sua posição, sua condição, honra, autoridade, mas ninguém pode tirar o favor do Senhor que está em você, podem tocar no que está sobre você, mas não no que está em você.

O Senhor fala sobre alguns que estão aqui e que acreditam que seu tempo acabou, ou que tiraram sua túnica, pois queriam o valor dela, porque queriam sua posição, porém, posição se dá e tira, porém, unção se tem. 

1
17/04
Minha paixão é por vidas

17 de Abril de 2017

Ativação

/

E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2

Jesus, porém, tendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus, aguardando, daí em diante, até que os seus inimigos sejam postos por estrado dos seus pés. Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados. Hebreus 10:12-14

Hebreus 10:12-14 - JB Phillips - Mas esse homem, depois de oferecer para sempre um único sacrifício pelos pecados , sentou-se à direita de Deus, não oferecendo nenhum outro sacrifício desde aquele momento, mas aguardando até que "seus inimigos sejam feitos apoio para seus pés". Porque graças aquela única oferta, ele aperfeiçoou para sempre todo aquele a quem santifica.

Quanto potencial jogado fora, quanta energia presa, quanto talento para nada, tão inteligente, mas não adiantou. Você já deve ter ouvido estas frases ou até mesmo usado. A pergunta que às vezes fazemos é: como colocar a energia em movimento, ou mesmo quanto tempo para aflorar o potencial de uma pessoa? Me lembro quando o Apóstolo Paulo rejeitou a companhia de Marcos porque ele não estava pronto, preparado para andar com ele, e depois de anos o apóstolo pede para que Marcos venha estar com ele. Isto me anima, me estimula ao ver no discipulado alguns Marcos que eu fico pensando, quando que ele vai ficar pronto? Quando que ele vai sustentar uma convicção? Quando vai parar de dar trabalho? Eu posso dizer que tenho exemplos assim de alguns que no passado me causaram cansaço, mas que hoje são essenciais na minha vida, simplesmente amo vê-los rompendo, é um sentimento de paternidade.  

O tema de hoje é da potencialidade para realidade, como transformar situações que seriam sua destruição em plataformas de lançamento para seu sucesso, por isso tomei como base este texto, pois o que percebo nas escrituras é que existe uma engrenagem propulsora que transforma lixo em combustível, que transforma maldição em sucesso, que potencializa o favor de Deus em nossa vida. Há dias  vi um comentário sobre o dinheiro, sobre o que o dinheiro provoca na vida das pessoas, até porque a crítica era que algumas pessoas depois que o adquiriram mudaram, se transformaram, se tornaram agressivas, soberbas, maldosas, porém, alguém com uma maneira sabia disse o seguinte que o dinheiro só potencializa o que a pessoa sempre foi, se ela era caridosa, será potencializado, porém, se ela era soberba, será potencializado, pois ele só valoriza o que já estava lá. Enfim, em contra partida, nós sabemos que quando aceitamos Jesus, algo aconteceu dentro de nós, ocorreu uma mudança, uma metanoia, provocando uma nova realidade.

Transforme em plataforma de lançamento o que seria sua destruição. Seus inimigos sejam feitos apoio para seus pés - Hebreus 10:12-14 - O que precisa ser entendido é que antes da morte de Jesus, as ações malignas contra nós nos achatavam e nos oprimiam, porém, hoje eles serão para nos impulsionar, eles serão como apoio para alcançarmos o nível que o Senhor determinou para nossa vida. Assim, a morte de Jesus tirou satanás de uma posição acima de nós e o colocou como piso de nossas caminhadas, Deus usou o Diabo para pavimentar suas conquistas, mas você precisa se posicionar! Porque quando você se posiciona, Deus posiciona seus inimigos como apoio para seus pés.

A grande ira do Diabo para com a obra da cruz é que antes da cruz ele, com sua maldade, nos afastava de Deus, porém, depois da cruz, com sua maldade, ele nos aproxima de nossas conquistas. Não estou agradecido pelas minhas batalhas, mas sim onde elas me levaram, por isso, vamos pavimentar nosso caminho com os escombros. Há anos vi uma reportagem de uma empresa que transformava lixo de obra em material, cimento e etc para obra, vejo um paradoxo aqui, o que foi planejado para te derrotar, será pavimentação para você construir algo sólido.

Veja o segredo aqui nessa versão JB Phillips de Colossenses 2:14-15 - Apagou totalmente o registro dos mandamentos desrespeitados que sempre pairavam sobre nossa cabeça, anulando-o completamente ao pregá-lo na cruz. Então tendo removido o ferrão de todos os poderes e autoridades alinhados contra nós, ele os apresentou em público, em sua própria vitória triunfal, esmagados, vazios e derrotados.

O fato é que ele tirou a autoridade, o veneno, o poder para executar juízo, ou seja, o que ele diz não tem valor em sua vida, é como um cidadão comum acusando você de algo que é mentira, ou dando voz de prisão sem um motivo, quem vai ser preso vai ser ele.

Transformar em plataforma de lançamento o que seria sua destruição. A energia de transformar afrontas em armas poderosas em Deus, o desafio é esse, colocar toda essa energia em movimento.

Deixe de ser um potencial e se torne uma realidade. Você é uma nova criação de Deus, transformado da potencialidade para a realidade. Você é uma criação nova e original, assim, tudo que você copiou dos outros e incorporou em sua mente, agora precisa estar morto. Assim como na natureza, chove, venta, neva, existem muitos movimentos que fazemos que são mecânicos, são movimentos repetidos, atitudes que são resultado da repetição e das crenças plantadas em nós.

Assim como nossa mente completa uma frase inacabada, seu cérebro completa uma imagem inacabada. Essa é uma das razões pela qual é tão difícil aprender alguma coisa completamente nova, temos a tendência de contrastar o novo conhecimento com o que já aprendemos, já sabemos, já experimentamos. Nossas atitudes têm muito a ver com as nossas percepções, se não tivermos o desejo de ver ou ouvir determinadas coisas, podemos acabar não vendo ou ouvindo aquilo, mesmo se nossos sentidos estiverem funcionando perfeitamente.

Com a mente transformada, você pode esperar vencer todas as batalhas na sua frente. A palavra aqui é mudança. Tornar diferente, passar por uma alteração, passar por transformação ou transição, ir de uma fase para outra para tornar diferente na forma. Os filósofos antigos carregavam uma crença de que alguma coisa que é não pode passar a ser. Também acreditavam que alguma coisa não pode vir do nada, sustentavam que a mudança é impossível.

Aristóteles já definiu a mudança como a passagem da potencialidade para a realidade. Ele usou esse conceito na física para explicar a energia potencial (Energia em descanso, morta e sem movimento) e a energia cinética (Energia em movimento, viva, fluindo e em mutação), quando ligados à uma fonte de energia que ativa, nossa mente muda, passando de carnal para espiritual. Entretanto a renovação e a mudança só podem ocorrer por estarmos ligados à fonte de poder, a água viva, o Espírito de Cristo. Deixe de ser apenas um potencial e se torne uma realidade.

Potencialidade - Querer estar em Cristo. Realidade - Estar em Cristo. O Espírito de Cristo move nosso potencial. Quando você tem uma conexão pessoal com o Espírito Santo de Deus, Ele o transforma e renova constantemente fazendo com que você deixe de ser um potencial filho de Deus e passa a ser um verdadeiro filho de Deus. Quando você faz aniversário, você nunca mais volta para aquela idade, assim é ser transformado pela renovação da mente, é uma mudança permanente. Estamos falando aqui sobre potencial e realização, pois uma coisa é você ter um potencial, outra coisa é usar o potencial. Por isso vivemos dominados pelos desejos da alma, por não ativar nosso potencial espiritual e dominar sobre tudo.

Não tenha medo de mudanças. A criatividade flui melhor quando abrimos espaço em nossa vida. O desejo de começar de novo é muito bonito, mas recomeçar do zero é impossível. Pois não podemos jogar fora a bagagem que trazemos, as experiências que vivemos. O melhor é olhar para dentro e desfazer aos poucos e com cuidado daquilo que não precisamos.

Renove a mente, transforme situações – II Coríntios 10:5: “Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo.” Levando cativo todo pensamento a obediência de Cristo. Satanás tenta estabelecer fortalezas em nossa mente, precisamos entender como os pensamentos e palavras são importantes. Nossas ações são resultados diretos de nossos pensamentos. As fortalezas são estabelecidas mediante uma estratégia e engano, uma fortaleza, é uma área na qual somos mantidos escravizados (Prisão) em decorrência de certa forma de pensar. Veja que Paulo diz que temos as armas de que precisamos para dominar as fortalezas de satanás. Toda batalha acontece na mente.

As estratégias são como motores, porém, sem combustível não funcionam. O sentimento que tenho aqui é que como líderes, vivemos buscando estratégias para impulsionar nosso ministério, mas ficamos rodando moinho assim como Sansão, fazendo muita força, porém, sem sair do lugar e sem enxergar nada à frente, ou mesmo, alguns de nós nos tornamos especialistas, doutores, coaching, enfim, buscamos treinamento e testamos estratégias, porém, são como motores lindos, mas que falta combustível para andar, sendo que o combustível é o amor, a questão é como ativar essa engrenagem, como dar partida nesse motor, até porque você descobre que com estratégias bem simples, ou seja, um motor bem comum, alguns estão em alta velocidade, porque tem uma equipe que tem sinergia, cumplicidade, amor, senso de pertencimento, responsabilidade, prontos para romper.

Como fazer essa energia entrar em movimento? Como fazer a lâmina do machado flutuar, a Sarça pegar fogo? Acredito que esse é o desafio de todo líder, manter o foco, a paixão, a sinergia, o time em posição o tempo todo, porque logo percebemos que alguém sai do ritmo, alguém perde o foco.

Este é o desafio, enquanto alguns estão com sangue no olho, decididos a romper, alguns estão se deixando levar na correnteza até terminar aquela fase e entrar uma nova estratégia. São motores sem combustível.

Como fazer a lâmina do machado flutuar? O profeta teve que cortar outro cabo para ele, pois o anterior não o sustentava mais, fora o milagre de fazê-lo flutuar.

Disseram os discípulos dos profetas a Eliseu: Eis que o lugar em que habitamos contigo é estreito demais para nós. Vamos, pois, até ao Jordão, tomemos de lá, cada um de nós uma viga, e construamos um lugar em que habitemos. Respondeu ele: Ide. Disse um: Serve-te de ires com os teus servos. Ele tornou: Eu irei. E foi com eles. Chegados ao Jordão, cortaram madeira. Sucedeu que, enquanto um deles derribava um tronco, o machado caiu na água; ele gritou e disse: Ai! Meu senhor! Porque era emprestado. Perguntou o homem de Deus: Onde caiu? Mostrou-lhe ele o lugar. Então, Eliseu cortou um pau, e lançou-o ali, e fez flutuar o ferro, e disse: Levanta-o. Estendeu ele a mão e o tomou. II Reis 6:1-7

Onde caiu? Eis a pergunta que importa! Onde a lâmina do machado caiu, pois quem sabe é você, você precisa me dizer, pois houve um momento onde você estava junto com a equipe trabalhando para conseguir sua viga para se juntar as outras vigas e algo aconteceu, perdeu o entusiasmo, perdeu a alegria, perdeu o amor, onde caiu? Porque não sei se você percebeu cada um vai levar uma viga e sem a tua o telhado vai ter que esperar. Essas vigas representam ministérios, representa sua parte, veja que ao verem que o lugar que sempre foi o suficiente ficou pequeno, eles não foram ao escritório pedir um lugar maior, mas sim pedir permissão para ampliar o lugar que os fez crescer e por isso ficou pequeno. O lugar era o suficiente, porém, se eu crescer o lugar vai ficar pequeno, aí está o desafio.

Este é o desafio, fazer crescer o lugar que te fez crescer. Faça crescer o lugar que te fez crescer. Quero ler um pequeno texto que me edificou há dias, a partir daí quero falar a respeito. Faça crescer o lugar que fez você crescer. Esse ambiente que fez você crescer, você diz que não cabe você. Esse ambiente que você diz que não cabe você, foi o lugar que fez você crescer, esse é o desafio. Gente dentro de lugares, cujos lugares fez ele crescer e na primeira instância ele abandona o lugar que fez ele crescer. Ele só é quem é por causa daquele lugar.

Havia escolas de profetas espalhadas em lugares estratégicos, a preocupação com o ensino sempre foi algo comum em sociedades que queriam perpetuar uma visão, quanto aos profetas a preocupação era dobrada, pois se tratava da revelação que precisava ser passada para a frente e a unção que se transferia, porém, Ele não pode te dar poder até você receber o entendimento. Havia escolas em Gilgal, Betel, Jericó, Ramá e outros lugares, sendo Eliseu professor desses diferentes lugares, e ao chegar, todos os alunos se reuniam no mesmo lugar e por ser uma aula especial em Jericó deu superlotação.

Apesar de ser um problema agradável, pois o lugar que antes era o suficiente, ficou pequeno para abrigar novos alunos, era preciso aumentar as acomodações, eles tinham suas casas, como vemos no relato da viúva do profeta, que era um desses alunos que estava passando por privações, veja que ela tinha casa, vizinhança, etc., ou seja, esse lugar era para o discipulado. O lugar que os fez crescer estava pequeno, a pergunta que se faz nessa hora é: “eu saio e procuro um outro lugar com um outro profeta ou vou fazer crescer o lugar que me fez crescer?” Eu tenho uma dívida de gratidão pela escola que me formou para o ministério, por conta disso, tenho um compromisso mensal de ajuda que renovo todo ano, eu posso ser parte de um projeto de fazer crescer o lugar que me fez crescer. Posso carregar uma viga.

O lugar é estreito demais para nós. Veja que o lugar que antes era o suficiente ficou pequeno, e o lugar ficou pequeno por conta de ter cumprido seu propósito, porque todo lugar que cumpre o seu propósito ficará pequeno. Então era um problema que precisava ser celebrado, porque o dia que o lugar que você está ficar pequeno porque aumentaram suas condições, você comece a celebrar.

Quando o lugar ficou pequeno, veja que eles decidem fazer algo para aumentar o lugar e não abandonarem o lugar. Veja que interessante à condição do lugar os fez sair para buscar novas ideias. Apesar do que vimos, essa escritura como uma metáfora também, porque pode ser entendido por pequeno não apenas a estrutura, mas a mentalidade veja que nem sempre a estrutura acompanha o crescimento, e às vezes as estratégias ou mesmo a capacitação está aquém diante da demanda. Pequeno aqui pode ser mentalidade, pode ser capacidade, pode ser preparo. Esteja pronto para novas demandas.

Lugar estreito. Essa palavra carrega uma raiz que amplia o entendimento aqui. Apertado, aflição, opressão, dificuldade, inimigos, adversário.  Veja que o lugar representa uma condição que está além de um espaço físico, mas também pode ser comparado a um sentimento da alma, pois pode se referir à você que precisa ser ampliado. Estruturas se ampliam quebrando paredes, nossa mente se amplia construindo pontes, conhecidas como sinapses.

Crescimento trás novas obrigações. A estrutura precisava ser ampliada.  Veja algumas chaves que estão expostas no texto. Veja que ao expor a necessidade, logo eles se dispõe para ser a resposta para ela, eles na verdade buscavam aprovação e supervisão do profeta, pois eles pediram ao profeta se podiam buscar madeira, e quando o profeta os liberou, um deles pediu para que o profeta fosse junto naquela empreitada. Veja a linguagem.

Vamos. Isso muda tudo, vamos, vai! Você vai conseguir, vamos conseguir! A presença do líder era importante para o processo, porém, eles tinham consciência de suas obrigações. Tomemos - Cada um uma viga. Veja que cada um recebeu uma meta para alcançar. Construamos - Habitemos. Qual é sua parte nesse lugar que tem feito você crescer?

Se você prega, limite-se a pregar a Mensagem de Deus; se você ajuda, apenas ajude, não tente assumir o comando; se você ensina, apegue-se ao ensino; se você tem a capacidade de encorajar, tome cuidado para não se tornar autoritário; se você recebeu alguma posição de responsabilidade, não manipule; se você foi chamado para ajudar gente em angústia, fique de olhos abertos e seja rápido em responder; se você trabalha com os desamparados, não se permita ficar irritado ou deprimido por causa deles. Mantenha o sorriso. Romanos 12:6-8: “De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.”

Para deixar de ser um potencial e se tornar real, ou seja, ir da potencialidade para realidade é preciso encontrar a lâmina do machado, sendo que você precisa sinalizar onde ela caiu, pois precisamos encontrar um novo cabo para ela, um novo lugar para usar, um novo propósito.

0
23/03
Minha paixão é por vidas

23 de Março de 2017

a resposta será sete vezes maior.

/

Se você for julgar sua cura pela dor que ainda sente, você nunca vai melhorar

Abençoou, pois, o SENHOR a Ana, e ela concebeu e teve três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do SENHOR. I Samuel 2:21.

Visitou pois, o Senhor a Ana, e ela concebeu. Teve três filhos e duas filhas. E o mancebo Samuel crescia diante do Senhor. I Samuel 2:21.

Os que antes eram fartos hoje se alugam por pão, mas os que andavam famintos não sofrem mais fome; até a estéril tem sete filhos, e a que tinha muitos filhos perde o vigor. I Samuel 2:5.

Ana era estéril e sonhou com um filho, sendo que no versículo cinco diz que até a estéril deu a luz sete filhos!  Estamos aqui falando de uma sociedade onde não ter filhos era como se não tivesse existido, pois os nomes são cortados e pessoas não são contadas ao passar pela vida sem ter deixado uma geração, o fato aqui é que Ana era uma mulher que tinha tudo para ser considerada feliz, porém, sua esterilidade lhe roubava a alegria. Quero falar sobre isso, pois mesmo você sendo bem sucedido em algumas áreas de sua vida, o que tem te entristecido, pois esse deve ser o alvo de seu sonho, de sua busca, de seu empenho.

É muito comum você ver pessoas pedindo por aquilo que eles poderiam alcançar caso se empenhasse para tal. Por isso essa palavra tem o propósito de te tirar da margem e levá-lo a sonhar alto, a acreditar que enquanto você espera de Deus e das pessoas por aquilo que você poderia alcançar, sua vida não fará sentido. Como na ressurreição de Lázaro que Jesus deu ordem a um defunto de quatro dias, mas pediu para os homens removerem a pedra, porque existem coisas que você mesmo pode fazer, pare de pedir por aquilo que você pode ter!

O fato é que Ana sonhou com um filho por ser estéril. Pois aquilo que para ela era um sonho, sua vizinha ao lado tinha de sobra, o fato é que aquilo que nos falta, desafia nossa capacidade e nos leva a uma constante busca, mas aquilo que nos sobra, pode se tornar tão comum que nos esquecemos de agradecer. O que você realiza no ministério hoje é o sonho de muitos, o sonho de Ana não era movido por uma inveja, mas sim pelo fato de cumprir um propósito na vida.

Provoque a resposta criativa de Deus. Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera. (Gênesis 2:1-3) O texto de Gênesis deixa claro a importância do sétimo dia, pois é o dia em que Deus completou o seu trabalho, e entrou no descanso, nos ensinando um princípio que o sétimo dia significa a plenitude de uma criação, por isso o que se pede é que no sétimo dia ninguém trabalhe em coisas criativas, e sim apenas mantenha a rotina de sua vida.

Deus descansou no sétimo dia de sua obra criativa, porém sua obra é acompanhada de um poder de continuidade, pois o texto hebraico diz: “E abençoou Deus o dia sétimo, e santificou-o, porque nele cessou toda sua obra, que criou Deus para fazer”. O termo: “Para fazer”- Deus criou tudo do nada e para fazer, ou seja, ser um elemento produtivo, toda criação de Deus tem poder criativo, poder de continuidade. Entrar no sete de Deus, no descanso de Deus, é quando o que você alcançou terá continuidade independente do seu esforço. O mundo foi criado para subsistir sozinho, ele se autosustenta, a conquista do sétimo de Deus é assim.

Quando me refiro ao tema. Quando o improvável tem a aprovação de Deus, a resposta será sete vezes maior, me refiro à história de Ana, pois ela era estéril, mas sonhava com um filho. O fato é que um filho já seria algo improvável, mas com a aprovação de Deus veio a ter sete filhos, porém, segundo o texto de Gênesis, o sétimo significa continuidade, resposta criativa de Deus, se refere a algo que tem poder de continuidade, assim será sobre sua vida e ministério, crie metas, crie projetos, ponha alvos, e busque a aprovação de Deus.

Não adianta fazer certo, é preciso crer certo. Uma pergunta que povoa nossa mente é, porque as coisas não estão dando certo se tenho feito tudo certo? Vejo muita gente se empenhar em projetos antes de ter certeza que estava crendo certo. Se preocupa em fazer certo, mas certo baseado em que? Baseado naquilo que eu acredito, só que aquilo que eu acredito é baseado em que?

Quando Jesus ministrava em uma Sinagoga, era shabat, e enquanto ele ministrava havia uma mulher que há 18 anos andava e curvada, o fato é que Jesus interrompe sua palavra e libera um decreto para a vida dela, estás livre, porém, ao começar a glorificar, o chefe da sinagoga com o intuito de fazer certo, pois ele era um guardião da lei, foi criticar Jesus pelo que tinha feito, creio que aquele homem, era um  bom homem, porém, segundo o que ele acreditava, ele estava fazendo certo, quantos de nós, nos escondemos atrás de uma crença que não nos impulsiona.

Você pode estar orando para Deus tirar você da mesma coisa que ele está usando para te ensinar alguma coisa. E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. (Tiago 1:5) Ele não pode te dar poder até você ter o entendimento. Algumas coisas na sua vida não sairão até você dar um passo. Quando você parar de fazer o que Deus disse para você fazer, você se torna vulnerável ao inimigo.

Pare de pedir por aquilo que você pode ter. Tudo que vale a pena na vida exige sacrifício. Você jamais alcança mais que seus sonhos. Ana pediu um filho, mas teve sete filhos. Ana descobriu o poder sobrenatural de um grande sonho.

Se teus sonhos forem pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão pequenas, seus alvos serão pequenos, seu sacrifício será pequeno e suas forças para suportar as tormentas será frágil. A força de Ana estava no tamanho do seu sonho.

Pare de chamar de sonho aquilo que basta seu esforço. Aprenda uma coisa, só porque a resposta esperada não aconteceu dentro do seu tempo, não significa que ela não vai acontecer.

A área da sua esterilidade denuncia a ação de Deus em sua vida. Ana era estéril e sonhou com um filho. Com o que você está sonhando? A área da sua esterilidade denuncia a área de atuação de Deus em sua vida, pare de pedir por aquilo que você pode ter! Alcance o sobrenatural de Deus em sua vida.

Deus não está interessado em seu conforto, ele está interessado em sua correção. Você vai perceber que está perto da promessa quando Deus começa a cortar coisas e pessoas de sua vida.

Nossos maiores planos e sonhos são como um nada diante do que Deus preparou para nós. A mudança da disposição antes da promessa é Deus colocando em você um apetite te preparando para onde você vai, isso significa mudança vindo por aí.

Decida ser um canal para os sonhos de Deus. E fez um voto, dizendo: Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao Senhor o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha. (I Samuel 1:11) Ana faz um voto, ela decidiu que seu milagre não seria para provar para sua adversária Penina que ela podia dar um filho ao seu marido, mas sim para ser um canal do sonho de Deus.

Veja que quando você direciona seu sonho para ser um canal do Sonho de Deus, tudo muda. Ela decidiu agir como uma mulher curada. Você sabe se está andando em novidade de vida baseada na resposta que você dá a situações do passado, Ana podia querer continuar provar para Penina que ela podia, mas ela decidiu ser um canal para o sonho de Deus. Mude sua oração, não queira nada para provar para pessoas, mas sim para ser um canal como foi Ana.

Não peça a Deus para guiar os seus passos se você não está disposto a fazer o caminho. Ana faz um voto, pois ela cansou de fazer certo, ela decidiu crer certo. Se você for julgar sua cura pela dor que ainda sente, você nunca vai melhorar, pois até a recuperação o dói. Seu caráter é provado pelo que você faz quando têm a vantagem.

“Eles encurvam e caem, nós, porém, nos levantamos e nos mantemos de pé. / Eles vacilam e caem, nós, porém, nos levantamos e ficamos de pé./ Eles cairão e se curvarão, mas nós nos levantaremos e nos manteremos de pé.” Salmo 20:7-8 -

Visite suas memórias de livramento e alimente-as. Este texto do Salmo 20 é parte de um cântico que era entoado quando o povo estava indo para uma batalha, trazendo memórias de livramentos de batalhas anteriores para enfrentar os próximos desafios. O entendimento é que enquanto o inimigo se gabava de sua capacidade, condição, força, Israel cantava sua convicção na sua força que vinha do senhor.

Visite suas memórias de livramento e alimente-as. Em uma linguagem livre, eu vejo este texto como uma bomba de encorajamento, enquanto o inimigo acreditava naquilo que via, pois ao olharem seus cavalos e equipamentos bélicos, entravam na batalha com uma confiança alta, já a nação de Israel visitava suas memórias de livramento como no mar vermelho.

Deus fará além do que você pode pedir, pensar, ou imaginar. Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera. (Efésios 3:20) Infinitamente mais! Esta frase é de Paulo, mas o sentido dela está no ministério de Jesus, pois quanto mais me aproximo das escrituras, que apesar de sua complexidade, o surpreendente é ver Jesus se movendo dentro dela com atitudes que superam qualquer entendimento, pois qualquer um que se aproximava dele era surpreendido.

Veja que o poder dele opera em nós, veja que a manifestação dele acontecerá a partir de nossa vida. Seus pedidos, pensamentos, imaginação são os recipientes. Vamos definir recipientes aqui - Pedido - 1 litro/ Pensamento - 2 litros/ imaginação 4 litros. Sua função é aumentar o recipiente. Conforme seu poder, veja que a fonte é o poder, mas o recipiente somos nós! Deus quer que você revele sua necessidade para Ele revelar seu poder, porém, sempre ele fará além. Na história da viúva que por uma palavra do profeta decidiu crer e tomou o máximo que pode de vasilhas vazias, vemos que enquanto ela derramava, continuava ter azeite, pois o azeite simboliza Deus é as vasilhas somos nós.

Quando o poder de Deus nos atinge, ele é potencializado, como se o poder de Deus fosse o fermento, que se você jogar ele em cima de um prato vazio, nada acontece, mas se jogar ele em uma massa de pão, ele vai trabalhar, assim é o poder de Deus, ele está disponível, mas precisa encontrar você para manifestar-se do contrário ele fica estático. Falando de fermento, se pegarmos os ingredientes de um bolo e deixarmos separados, o sabor não será bom, mas quando juntamos faz sentido. É como uma reação química. Vai dar química quando sua necessidade é exposta ao poder de Deus.

Medite na palavra. No deserto - BMidbar - Números 1:1a: Falou mais o SENHOR a Moisés no deserto de Sinai. Escolhi o tema no deserto por ser o nome original do livro de números, que recebeu esse nome pela septuaginta (Tradução do Velho testamento em grego), mas seu nome original é ‘no deserto’. Vejo isso como uma metáfora que se assemelha muito as nossas experiências com Deus em momentos e ambientes de deserto de escassez, de necessidade de falta de direção, no deserto é que Deus dá a palavra.

Existe uma diferença entre fazer a obra e dar frutos. Em um contexto de deserto o Salmista diz que seremos como árvores plantadas junto à Ribeiro de águas. Veja que o fruto será dado na estação certa, mas também que suas folhas não murcham, veja que o Senhor nos quer frutíferos, pois muitos estão fazendo a obra do Senhor, sim, Deus abençoe, mas a obra exige nosso esforço, dar frutos basta estar enraizado, porém, alguns preferem fazer uma obra com seu esforço, do que criar raízes com Deus e sua palavra.

Veja onde está o segredo. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. (Salmos 1:2) Medite na palavra, ruminar como um animal que tem 4 compartimentos em seu estômago, no terceiro extrai toda água. Talvez você diga: “eu não sei como meditar!” É simples, você sabe como se preocupar? Você fica o dia pensando em um problema, seja com o filho, financeiro, etc, assim, mude a semente, medite na palavra, traga a palavra para seu dia.

Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. (I Timóteo 4:15) Veja que à medida que você meditar na palavra, você será tão cheio de convicção, que o aproveitamento tirado da palavra vai se manifestar a todos!

 

Tudo o que fizer prosperará.  Isso não significa que você vai acertar sempre, mas que Deus vai fazer que você avance mesmo depois de um erro.

2
02/03
Minha paixão é por vidas

2 de Março de 2017

O que te dominava, será dominado por você

 /

Ora, aconteceu que, num daqueles dias, estava ele ensinando, e achavam-se ali assentados fariseus e mestres da Lei, vindos de todas as aldeias da Galiléia, da Judéia e de Jerusalém. E o poder do Senhor estava com ele para curar. Lucas 5:17-26

Reflexões - Quando Jesus ensinava - (No grego tempo indicativo perfeito se refere a algo que aconteceu e não precisa ser repetido, como a Está consumado), mas aqui está no indicativo imperfeito, ou seja, Ele continuava ensinando e o poder de Deus continuava fluindo - Enquanto Ele ensinava o poder de Deus continuava fluindo, eu creio nesse poder do ensino da palavra.

O que te dominava, será dominado por você. O paralítico posto pelo telhado relatado em Marcos 2, a frase é: “toma o teu leito”, ou seja, o que te dominava será dominado por você,  

No terceiro ano de Ciro, rei da Pérsia, foi revelada uma palavra a Daniel, cujo nome é Beltessazar; a palavra era verdadeira e envolvia grande conflito; ele entendeu a palavra e teve a inteligência da visão. Daniel 10:1.

Haviam se passado cinco anos que Daniel teve uma visão que mudaria e influenciaria o cenário futuro do mundo, se trata de ver o futuro que ainda não se cumpriu completamente, se trata da visão da morte do Messias, da destruição do templo pela última vez, a conhecida visão das 70 semanas de Daniel, porém, ele ainda não tinha a total compreensão do que havia recebido, por esta razão entra em um propósito de jejuar para ter seu entendimento aberto sobre a revelação que havia recebido da parte de Deus. 

Já idoso, aos 85 anos, um outro motivo de seu jejum era ver a profecia de Jeremias a respeito da libertação do povo judeu e a reconstrução do templo que fora destruído. Sua resposta veio, porém vamos aprender sobre o tempo de Deus, pois Daniel ainda não tinha o entendimento que a profecia dada por Jeremias a respeito dos 70 anos tinha aplicação dupla. Para o povo, que foi exilado em 605 A.C. Sendo que os primeiros cativos voltaram em 536 A.C. Cumprindo os 70 anos, e para o templo que foi destruído em 586 A.C. Reconstruído e consagrado em 515 A.C. Cumprindo assim os 70 anos.

Um ano antes, 50 mil judeus haviam saído da Babilônia e viajado para a terra natal, era o primeiro grupo de exilados, isso preocupava o profeta, pois pela posição que ocupava, ele tinha acesso aos relatórios oficiais, ele sabia que os homens haviam lançado os alicerces do templo e que o trabalho havia sofrido oposições e parado, sabia que seu povo estava sofrendo privações e por isso a busca por respostas de Deus. Seus questionamentos eram pelo fato de ter se cumprido os 70 anos profetizado por Jeremias e porque ainda haviam resistências tão grandes. Mas ele não tinha o entendimento que a profecia tinha duas vertentes, o povo e o templo. 

O primeiro versículo escrito na terceira pessoa se referia a um cabeçalho de um documento oficial, se referindo a Daniel como Beltessazar, nome babilônico que recebeu quando foi capturado com seus 16 anos, agora com mais de 80 anos tem sua identidade preservada, como visto no verso 2, ele se refere à si mesmo e escreve: eu, Daniel. Acampado com alguns amigos às margens do rio Tigre, se abstendo de alimento, ele recebe a última palavra a respeito do futuro, dentro desses 21 dias ocorreu a semana da Páscoa, era o primeiro mês do calendário religioso, nosso mês de abril.

Havia três anos que Ciro tomou a Babilônia, agora Pérsia. “Meu ungido”, (A babilônia caiu, mas o profeta não) assim foi chamado este homem pelo profeta Isaías, pelo menos 175 anos antes de seu nascimento, sua origem desconhecida, porém, com forte argumentação sobre ser filho de Astíages e a Rainha Ester, as profecias a seu respeito, previam até mesmo seu decreto para libertar os judeus e reconstruir Jerusalém. Isto é extraordinário, pensar que muito antes do povo entrar no exílio, já estava profetizado quem os libertaria, isso nos faz lembrar que todos nós nascemos para cumprir um propósito determinado por Deus. 

A palavra era verdadeira e envolvia grande conflito, ele entendeu a palavra e teve a inteligência da visão. A visão entrou nele, pois uma coisa é compreender algo, outra coisa é receber no espírito, é um batismo que nos leva a defender uma causa, a viver intensamente um propósito. Talvez você esteja precisando deste batismo que vai além de uma compreensão intelectual a respeito de algo, mas sim um engajamento. Por isso hoje iniciamos uma jornada em busca de entendimento para enfrentar os conflitos e resistências que se levantam contra o cumprimento da vontade de Deus em nossa vida.

Então, me disse: Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. Daniel 10:12.

Eu vim por causa de suas palavras - Minhas palavras atraem o favor de Deus. Veja que houve uma oração específica que atraiu o favor de Deus sobre sua vida -

Eu não vou perder tempo com minhas perdas.

Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3:12-14.

Não estou afirmando que já alcancei tudo isso, nem que atingi a perfeição. Mas continuo seguindo em frente, tentando atingir aquele objetivo para o qual Cristo Jesus me atingiu/ Meus irmãos, mesmo agora não acho que já o atingi plenamente. Mas realmente concentro-me nisto: esqueço tudo o que fica para trás e, estendo a mãos para o que está adiante,/ Sigo em frente, rumo ao alvo - minha recompensa, a honra de meu sublime chamado de Deus em Cristo Jesus. Filipenses 3:12-14.

E disse: Dai ouvidos, todo o Judá e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Josafá, ao que vos diz o SENHOR. Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, mas de Deus. II Crônicas 20:15

 Às vezes você não consegue entender o plano de Deus para você até estar no lugar onde você deveria estar, veja aqui que o Rei Josafá diante de um grande desafio, mas o Senhor diz, não temais, nem vos assusteis por causa dessa grande multidão, ou seja, você pode não estar entendendo agora, mas vai entender quando chegar o momento do seu livramento.

Existem dois elementos fortes nessa frase, eu não vou perder tempo com minhas perdas, tempo e decisão. Porque se eu ficar perdendo tempo com minhas perdas eu não vou alcançar o que preciso alcançar. Neste texto, o apóstolo Paulo nos mostra essa linha do tempo e decisão como pontos fundamentais para uma vida vitoriosa, veja que ele não nos dá uma receita de sucesso sem perdas, mas uma postura quanto aos percalços da vida. A visão aqui é de um atleta na corrida, onde ele tem um alvo,/ avançando - Estendendo-se, esticando-se ao máximo/ Prossigo, como se perseguindo/ Alvo - Skopos, um objeto no qual se fixa os olhos.

Decisão - São nossas decisões, e não as condições de nossa vida que determinam nosso destino - Nós sabemos que alguns nascem com vantagens genéticas, ambientais, familiares, relacionamentos, porém, sempre estamos vendo casos de pessoas que contra todas as possibilidades, se projetaram além dos limites de suas condições ao tomarem novas decisões sobre o que fazer com suas vidas.

Aqueles que se deixam levar pela correnteza que ainda está fraca, se desviando das pedras sem tomar decisões até perceber que estão A metros da queda, e para se salvar ou colocamos os remos na água e começamos a remar desesperadamente, ou nos preparamos para queda, pois vejo isso acontecer frequentemente, onde o indivíduo busca a Deus como nunca em sua vida, não espere chegar na queda dÁgua para começar a remar.

Determine um curso, tenha um mapa - Nosso cérebro toma decisões aleatórias baseadas nas experiências que tivemos na vida, informações e valores, referências, convicções, regras, enfim, com essa sinergia de informações ele age sozinho, ou inconsciente muitas vezes, porém, nessa hora ele pode impulsionar você ou deter você. Precisamos trabalhar nas causas para mudar os efeitos.

Às vezes perguntamos a uma pessoa que se queixa do seu emprego, porque está indo trabalhar aquele dia, a resposta geralmente é, porque tenho que ir. Sua vida muda no instante em que você toma uma nova decisão coerente e empenhada. Assim que a pessoa se engaja definitivamente, a providência também entra em ação.

Existem momentos que os ganhos e as perdas simplesmente acontecem, às vezes fico pensando sobre algo que comprei e tive prejuízo, ou um carro que quebrou, ou mesmo um projeto que não deu certo, ou mesmo querer estar em um nível seja ministerial ou na família e não ter alcançado. Preciso agir como o apóstolo Paulo, com uma consciência de que ainda não alcancei, mas com uma certeza que devo prosseguir, pois minha provisão e minha alegria se encontram no meu propósito.

Aprenda a tomar decisões precisas controlando seu desejo de gratificação espontânea e instantânea. Queremos resultados rápido, mas avaliações em curto prazo podem levar ao sofrimento em longo prazo! Você já ouviu essa frase - Me precipitei! E sempre vem com um tom de arrependimento.

Há uma diferença entre estar interessado e estar empenhado em alguma coisa. Nunca deixe a cena de sua decisão sem primeiro realizar uma ação específica para sua realização.

Estudos tem demonstrado que as pessoas mais bem sucedidas tomam decisões depressa porque não tem dúvida a respeito de seus valores e do que realmente desejam para sua vida, os mesmos estudos mostram que são lentas para mudar suas decisões, se é que mudam. Por outro lado os mesmos estudos mostram que as pessoas que fracassam usualmente tomam suas decisões devagar e mudam de ideia depressa, sempre pulando para frente e para trás.

Confie no tempo, ele pode estar protegendo você. Quando começou a vir a fome e a escassez no Egito, o favor de Deus se manifestou através de José. Experimente o favor de Deus na necessidade.

Obras primas exigem tempo, repetição é a mãe da habilidade. Deus é ambidestro, Ele pode fazer mais de uma coisa de cada vez – E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Romanos 8:28 - Enquanto você está olhando a mão direita dele trabalhando a teu favor, Ele com sua mão esquerda está construindo algo para seu futuro.

Decisão define o lugar, tempo cria raízes - Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Salmos 1:3-4 - Veja que tem uma bênção em andar com Deus, pois será como árvore plantada, ou seja, tem raízes, sendo que o ímpio é levado pelo vento. Veja que o texto fala de tempo, seu fruto no tempo e estação certa.

Esquecendo-me para avançar. O apóstolo diz que o objetivo dele é alcançar aquilo que o prendeu em Cristo, que o alcançou, ele diz, estar tentando atingir o objetivo para o qual Cristo Jesus o atingiu. Desde o dia em que ele viu e ouviu ao chamado do mestre na estrada de Damasco, soube que era um instrumento escolhido para levar o nome de Jesus aos gentios.  Ele quer voltar à paixão, ao entusiasmo, a convicção, a coragem de quando teve sua primeira experiência com Jesus, ele verbaliza o que também buscamos, pois queremos ser renovamos em nossa paixão em nossa entrega, mas veja que o segredo é avançar.

A nossa decisão é de não ficar perdendo tempo com nossas perdas, o momento é agora, um novo ciclo se aproxima, um portal de boas novas está se abrindo. Eu declaro uma inesperada, sobrenatural bênção de um lugar improvável se movendo em sua direção. Precisamos deixar no altar, pois o que nos afasta do propósito de nosso chamado é o imbróglio (confusão) do passado.

Ser favorecido não quer dizer que você não vai ter que lutar. Contra confissões contrárias, maldições hereditárias, considere todas as experiências das vidas, pois quando as pessoas vencem, tendem a festejar, mas quando falham tendem a refletir. Por isso até as experiências negativas podem nos projetar. Deus não está te machucando, Ele está te preparando.

O muro que você constrói para afastar a dor, também afasta o amor. Encontre o equilíbrio em rejeitar a dor sem afastar o amor. Não importa o quanto alto você vá, desde que se lembre de onde veio. Vemos isso em Davi, mas também em José e tantos outros. Não importa o quanto Deus te favoreceu, você nunca vai poder desfrutar se carregar a culpa.

Alguns fogem dos conflitos, outros são transformados nos conflitos. Quando estou em colisão ou discordância, é uma luta antes da batalha, lembre-se, a questão não é o que fizeram com você, mas sim ao que você reagiu ao que fizeram com você. Não permita que sua condição lhe faça perder de vista sua posição.

0
16/01
Minha paixão é por vidas

16 de Janeiro de 2017

Jesus quer te tocar e abrir sua visão

/

 

“Então, chegaram a Betsaida; e lhe trouxeram um cego, rogando-lhe que o tocasse. Jesus, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia e, aplicando-lhe saliva aos olhos e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe: Vês alguma coisa? Este, recobrando a vista, respondeu: Vejo os homens, porque como árvores os vejo, andando. Então, novamente lhe pôs as mãos nos olhos, e ele, passando a ver claramente, ficou restabelecido; e tudo distinguia de modo perfeito. E mandou-o Jesus embora para casa, recomendando-lhe: Não entres na aldeia.” Marcos 8:22-26

Foram três toques ao todo, nem preciso dizer que haviam multidões querendo tocar em Jesus, ser tocado por Ele seria extraordinário, e tocado três vezes acionando três áreas da vida daquele homem, vemos algo incomum, ao mesmo tempo vemos Jesus demonstrando sua misericórdia sobre uma pessoa em querer vê-lo plenamente restabelecido. E se você pudesse entrar o novo ano com uma visão clara do que Deus tem para sua vida? E se você pudesse planejar tudo com uma direção clara de Deus? E se você pudesse parar tudo e perguntar para Deus? Quero através deste histórico identificar alguns fatores que são fundamentais para entender o propósito de Deus em nossa vida.

Veja que antes de Jesus curar esse cego ele havia falado aos discípulos como vemos em Marcos 8:15,18 “E ordenou-lhes, dizendo: Olhai, guardai-vos do fermento dos fariseus e do fermento de Herodes. Tendo olhos, não vedes? e tendo ouvidos, não ouvis? e não vos lembrais,”. Jesus fala a respeito de ver, mas se referindo ao fermento dos fariseus, a influência, veja que ele diz que tinham olhos, mas não viam, ou seja, tinham visão natural, mas não tinham discernimento, sendo que nas etapas de cura que vamos estudar, Jesus o faz em partes para mostrar a diferença que há em ver e ver!

O toque que nos tira da incredulidade - Marcos 8:22-23a -  “E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram-lhe que o tocasse. E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia;”. Esse cego foi trazido por pessoas que o queriam curado. Jesus atendeu ao pedido dessas pessoas, veja que Jesus vai atender ao pedido que você fizer por pessoas que precisam desse toque, Jesus tocou o cego, mas do que isso, pegou na mão dele e o conduziu para fora da aldeia de Betsaida. Acredite, ainda existem pessoas que se preocupam com a dor dos outros, que ao invés de querer o toque decidiram levar quantos puderem para ser tocados por Jesus.

Foi levado para fora do ambiente que ele costumava ficar. Foi levado para longe de quem o levou - O termo aqui é - Empurrando pelo meio da multidão, mas veja que não foram tão longe, pois as pessoas estavam ao alcance da vista, pois viu homens como árvores.

Logo, vemos que ele não nasceu cego, pois sabia a diferença de homens e árvores. Não é o caso da nossa geração, pois são capazes de defender uma árvore, mas condenam um ser humano com três meses concebido no ventre materno. Este primeiro toque nos tira do lugar da incredulidade.

Betsaida é uma das cidades que Jesus declara – Mateus 11:21 - Ai de ti Corazim. Ai de ti Betsaida. Diz que nem em Tiro e Sidom haveria um juízo como essas cidades, por causa dos muitos milagres que foram feitos lá, e o povo, ainda assim, não creu. Lembre-se do que aconteceu em Tiro e Sidom, aquela mulher grega, naturalizada Siro-Fenícia que pediu a Jesus para expulsar o demônio de sua filha - Marcos 7:24-30, veja que Betsaida se tornou uma metáfora para nossos dias, onde existem lugares que foram designados por sua história para se o lugar para cura, porém, se tornou uma antítese de seu propósito, é preciso sair para receber, não permita que seu ministério se torne com Betsaida que já experimentou tanto da parte de Deus e que hoje perdeu toda expectativa. Não se torne uma antítese de seu propósito. Enquanto Deus toma sua vergonha em lugar de dupla honra, o Diabo quer tomar sua dupla honra em vergonha.

Jesus investiu muito naquela cidade, no entanto, eles não se converteram. Era um povo que se preocupa com coisas desnecessárias e perdiam o que importa, uma cidade cega. Não se assuste em ter uma experiência que jamais teve ao sair do céu da sua aldeia, cidade, digo isso, porque por muitas vezes Deus já me tirou desse céu que batalho todos os dias para falar comigo em outro território.

Faça a conexão certa - Um homem cego numa cidade cega. Um homem visionário em uma cidade cega. Um homem cego em uma cidade promissora. Um homem visionário em uma cidade promissora, o resultado desta última combinação é extraordinário, quer viver uma vida extraordinária? Faça as conexões certas, pois você pode não ter autonomia para mudar uma cidade, mas você decide o ambiente que vai viver. Ou rodeado de religiosos, que como Jesus os combateu, que até diziam coisas certas mas com motivações erradas, pois se preocupavam com o lavar das mãos antes das refeições e uma série de outros preceitos, sem se lembrar que o que contamina de verdade é o que sai da boca do homem. Ou decidir estar com pessoas que creem como você. Você precisa se conectar com pessoas que valorizam as mesmas coisas que você, do contrário você terá a tendência de buscar outros valores para sua vida. Você precisa estar perto de pessoas que não são intimidadas pela sua visão.

Temos aqui, portanto, um homem cego em uma cidade cega, veja que nesse caso, Jesus preferiu tirar o homem da cidade que já tinha visto muitos sinais. Não sejamos essa aldeia onde Jesus terá que tirar as pessoas de dentro para fazer milagres, vamos nos abrir para o sobrenatural. Isso pode se referir a nossa casa ou ministério.

O primeiro toque é o toque em que Cristo nos convida para um relacionamento de confiança. Quantos aqui querem ser conduzidos por Cristo mesmo quando estão no escuro? Quantos aqui querem ser conduzidos por Cristo mesmo quando o milagre não aconteceu? O milagre ainda não aconteceu, mas você já tem um relacionamento com Jesus. Ele o conduz. Jesus está te levando para fora do ambiente de incredulidade, de maldição, de destruição. Às vezes as pessoas recebem boas sementes, mas estão em um solo ruim. Elas precisam ser tiradas do lugar da incredulidade. É isso que o relacionamento com Jesus faz. Jesus não podia fazer o que ele queria na vida daquele homem em Betsaida. Jesus não pode fazer na sua vida o que quer enquanto você estiver no lugar da incredulidade.

Não sou quem eu era, não sou quem serei. Não é ainda o que almeja, mas já se tornou bem melhor do que antes. Veja que ele já via, mas com dificuldades, não houve falha de Jesus aqui, mas o termo ver está ligado ao Ophtalmos que é a capacidade de ver naturalmente, ele Ainda precisava do toque extraordinário.

Jesus toca nos olhos do homem, e ele recobra a vista, no entanto, ele vê os homens como árvores andando. Ele não está vendo claramente. Será que Jesus não teve poder suficiente para curá-lo? Claro que Jesus tinha. Mas, ele quer nos ensinar algo. No primeiro toque, ele já era conduzido por Jesus, mais ainda era cego. No segundo toque, sua vista foi aberta, mas ele via os homens como árvores.

A primeira coisa que esse ex-cego discerniu foi que homens andam e árvores não. As árvores você cuida hoje e volta amanhã, ela está no mesmo lugar, pessoas não, elas andam, pensam, decidem, mudam, então entenda uma coisa, você não é jardineiro, você é pastor. Vamos recapitular uma coisa - Adão - Jardineiro, Caim - Construtor, Abel - Pastor.

O segundo toque nos mostra que a vida é um teste. Você não pode receber o chamado de Deus sem um teste. Jesus o tocou e perguntou: O que você vê? Ele via os homens andando como árvores. Eu chamo essa fase de “a visão nublada”. Há momentos em nossa vida que tudo parece estar desfocado. As coisas não estão perfeitas como deveriam ser. O teste de Deus é para que você permaneça fiel nessa fase de visão nublada. Você precisa saber que essa fase é normal, faz parte do processo com Deus.

É um teste, porque pessoas assim não podem ser chamadas de cegas, porque enxergam demais, mas não podem ser chamados de pessoas que veem, porque tem visão limitada para dizer que enxergam. Os discípulos de Jesus o viam perfeitamente, mas não enxergavam quem ele era. Somente Pedro enxergava. Eu diria que muitos da Igreja de Cristo hoje estão assim: Já tiveram os olhos abertos para entender a salvação de Cristo, mas ainda não discernem quem Ele realmente é, e o poder e a autoridade que Ele tem para nós. As massas andavam após Jesus, mas não sabiam quem Ele era. É difícil você liderar pessoas que não sabem quem você é. O mundo acha que sabe quem é Jesus, mas não o enxergam. 

Por isso, Paulo diz: Hoje vemos como por espelho, mas o veremos face a face. O stress de nossa vida vem desse fato. Temos clareza em algumas coisas e cegueira em relação a outras coisas. Como Pedro podia ver tão claramente sobre Jesus ser o Cristo, e ainda assim, estar tão cego a respeito da Cruz? Quando Jesus disse que ia morrer, ele repreendeu a Cristo. Pedro via de maneira nublada, no mesmo momento ele falou da parte de Deus e da parte do diabo. Como ele pode ser tão claro sobre algo, e tão cego quanto à outra verdade? Não podemos julgar ninguém porque ninguém enxerga todas as coisas.

É possível que esse caso em que o cego estava preso entre dois mundos. O segundo toque nos mostra que o trabalho de Deus é um processo. Não somos o que éramos, e não somos o que seremos. Êxodo 2:1-5 - Existem momentos em nossa vida que o Senhor nos esconde para nos proteger, assim como a mãe de Moisés o escondeu por três meses. O Senhor vai te esconder para te proteger de algo que é menor que seu destino, porém há um ponto onde a grandeza não pode ser escondida, as mãos do Senhor vão colocar você na correnteza, no fluxo do seu destino, onde você não terá o controle mais de sua vida. Porém, nesse trajeto tem perigos, mas nada vai te parar, você será colocado em um lugar onde terá espaço para crescer, como Moisés no palácio do Faraó. O que o Senhor tinha para Moisés era muito grande para o ambiente que ele estava.

Estamos no estágio nublado. Pare de fazer declarações definitivas, enquanto estamos nessa fase transitória. Há pessoas que matam seu futuro por decisões definitivas tomadas em momentos de crise, em momentos em que não tem certeza de nada. Se Deus não te curou completamente, seja honesto. Estou melhor do que era, mas pior do que gostaria de estar. O diabo não quer que você seja honesto e reconheça. Ele quer que sejamos hipócritas, que vendamos uma imagem que não condiz com a verdade, que sejamos radicais, e donos da verdade.

Esse segundo toque nos mostra que não vemos toda a Verdade. Nós estamos num estágio nebuloso da vida. Naquilo que está claro devemos ser dogmáticos, humildes e dizer para Deus: Eu não vejo claramente.

Não tome decisões definitivas em momentos transitórios. A viagem é mais importante que o destino. O que você quer na vida não é o mais importante, o importante é o espaço que separa você do que você quer até você conseguir, porque depois que você conseguir já não tem mais Graça.  No filme Clic - Depois que ele conseguiu com alguns clics o que ele queria, ele percebeu que perdeu a melhor parte da vida, a viagem e não a chegada, o trajeto e não o objetivo.

“Rejeite, porém, as fábulas profanas e tolas e exercite-se na piedade. O exercício físico é de pouco proveito; a piedade, porém, para tudo é proveitosa, porque tem promessa da vida presente e da futura. I Timoteo 4:7-8. A maioria de nós luta para conseguir o que quer, e então quando atinge o objetivo para de lutar, mas é preciso saber que o que foi preciso para conquistar é preciso para manter. O sinal de que você ganhou uma luta é quando você ganha o direito de concorrer no próximo nível. Pare de dizer, assim que eu passar por isso! Por que sempre vai haver um próximo nível de luta. Qualquer coisa que você conquistar sem uma luta não terá valor. Rico não é quem mais tem, rico é quem menos precisa. Tenha uma vida equilibrada. Tudo que é de Graça a médio prazo sai caro. Equilibre seu salário, não faça como muitos, compra o que não precisa para mostrar para quem não gosta.

Precisamos de mais um toque - Clareia, discerne, restaura - Quantos aqui estão dispostos a pedir mais um toque de Cristo? Quantos estão dispostos a dizer: o segundo não adiantou, o terceiro não adiantou... Eu preciso de mais um. Paulo era um homem cego - Deus o cegou fisicamente para lhe abrir os olhos espirituais. Ele foi tocado por Ananias (A graça de Deus), e recebeu a vista, e a visão espiritual sobre Cristo.

Na sua vida, ele começou dizendo: Sou apóstolo como todos os outros, pois recebi o meu evangelho diretamente de Cristo. Passou pelos testes de Deus, e se transformou num homem humilde. Dizia no final da sua vida: Jesus Cristo veio para salvar os pecadores, dos quais eu sou o maior. “Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações: Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos;” Efésios 1:16-18

Espírito de sabedoria e pleno conhecimento dele, iluminados os olhos do vosso coração para saberdes. Jesus mandou o ex-cego ir para casa sem passar na aldeia, veja que ele veio conduzido por alguém, mas depois que foi conduzido por Jesus, ele voltou sozinho.

Se alguém entra por mim. João 10:9: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.” Se alguém entrar por mim. O pastor costumava ficar na porta do aprisco para proteger suas ovelhas. Veja que essa frase é a chave dessa revelação, pois passar por Cristo é mais do que uma porta, é passar por sua vida e morte. Toda vez que alguém tinha um encontro com Jesus passava por essa porta, como literalmente o paralítico na porta formosa, assim todos que foram curados ou libertos no ministério de Jesus. Do outro lado desse portal está o que precisamos, será salvo e achará pastagem, ou seja, salvação e sustento.

Eu quero te abençoar, mas eu não posso se não passar por mim. Veja que essa era a mensagem, eu quero te proteger, mas não posso se não passar por mim, eu quero te salvar, eu quero lhe dar a provisão, te prosperar, mas não posso se você desobedecer. O que significa entrar por mim? Essa é a mensagem. Jesus enfrentou toda estrutura religiosa limitante da época, prometendo as pessoas salvação dessas cadeias construídas pela religião. A porta de Narnia - Dava acesso à outro reino.

 

 

 

 

0
16/11
Minha paixão é por vidas

16 de Novembro de 2016

Você está lidando com coisas novas, com sentimentos novos. Isto é Mudança! Deus está mexendo com você!

 /

“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações (Ato de prensar, opressão, aflição, angústia), sabendo que a tribulação produz (Transformar, modelar, preparar) perseverança; (Estabilidade, constância, pessoa que não se desvia do seu propósito, que espera pacientemente por algo ou alguém) e a perseverança, experiência; (Pessoa de caráter aprovado, pessoa de valor) e a experiência, esperança.(Regozijo e expectativa confiante, expectativa) Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.” Romanos 5:3-5.

Você está lidando com coisas novas, com sentimentos novos, com situações que você nunca lidou com elas. O fato é que ainda nem sabe do que se trata ou que nome dar a esse novo momento de sua vida. Mudança! Esta é a palavra, Deus está mexendo com você, porém antes de pedir para o Senhor tirar de um ambiente de sofrimento e dor, peça a Ele para vir onde você está, porque até o inferno virou um céu por três dias quando Jesus desceu lá para proclamar, Kerigma aos espíritos que estavam em prisão que ele venceu – I Pedro 3:19. O que eu quero dizer é que antes de você chamar um acontecimento em sua vida de uma tormenta ou tempestade, veja se não é o Senhor mudando seu registro de fé.

“Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós, eterno peso de glória, acima de toda comparação,” (II Coríntios 4:17)

Aqui vamos entender o poder de ressignificar as coisas, de mudar as referências que carregamos a respeito do que nos dá prazer e o que nos promove dor, vamos perceber que assim como o Apóstolo Paulo chega a dizer que se gloriava nas tribulações, ou em outra passagem que ele chama a tribulação de leve e momentânea, enfim, vamos aprender a ressignificar as coisas, a dar outro sentido para aquilo que nos oprime, vamos descobrir a força que cada elemento negativo pode produzir positivamente uma mudança em nós. O texto aqui fala de uma produção, assim como a azeitona colocada em uma prensa entrega seu azeite, assim, o melhor de nós pode ser exposto a partir de uma dificuldade, vamos ressignificar as coisas em nossa vida. A tribulação produz perseverança, a perseverança produz experiência, a experiência produz esperança é a esperança preenche nossos vazios. Veja que o que importa é o que essa tribulação produziu em você, pois o problema é passar por tudo que passou e não ter tirado nenhum proveito, a questão é doer sem um propósito, sem produzir, sem nascer nada.

Nosso cérebro em todo tempo quer formar padrões, sendo difícil tratar de coisas fora dos padrões que foram criados, veja que o apóstolo Paulo nos dá o entendimento que ele ainda não havia alcançado seu propósito, mas que estava redirecionando suas estratégias, porém o alvo, o prêmio continuavam os mesmos. O destino não mudou, mas as estratégias sim.

Mudando a estratégia - O alvo e o prêmio eram os mesmos, mas houve um redirecionamento de estratégias. Davi tinha um plano, uma estratégia para trazer de volta a glória de Deus. Ele estava trazendo de volta a redenção, renovação, restauração, mas no meio da sua jornada, ele foi redirecionado, veja que a promessa de Deus continua em sua frente, o destino não mudou, mas o método mudou.

Não queira ficar na frente da arca da glória de Deus, não queira dar direção para o que Deus vai fazer, pois nosso Deus é um Deus de redirecionamento, às vezes vamos precisar desacelerar e esperar no Senhor, reciclar e fazer as coisas de novo. Estamos muito propensos a dizer o que Deus tem que fazer e não adequar-se aos que Deus planejou.

Deus nos permite saber seus planos desde o início, quando a crise se apresenta, Ele tem um plano para te tirar dela, pois quando você sabe o plano de Deus, mesmo que as coisas deem errado, Deus continua tendo um plano, você precisa estar disposto a ser reescrito, ser redirecionado.

Seja humilde e esteja disposto a mudar. Ninguém pode humilhar o que já é humilde. Quando Davi entendeu que precisava mudar a estratégia, ele foi humilde para mudar.

Esteja disposto a mudar de plano se for necessário, não esteja engessado. Mude seu ritmo, mude sua posição. Você é a pessoa certa, mas talvez algumas coisas erradas precisam ser tiradas da sua vida.

Elias estava tão acostumado a ver descer fogo do céu que até quando os capitães tentaram prendê-lo, o fogo vinha fácil, segundo o comando do profeta, e os consumia. Mas quando ele precisou alterar o registro da fé, a situação mudou como II Reis 1:9-15 nos conta. No texto de I Reis 18:36-38, ele orou para descer fogo do céu no altar no monte Carmelo e em I Reis 18:42-43 o Senhor mudou o registro da fé dele. Elias precisou de ajuda. Ele precisou de um discípulo para aquele novo momento. Não tenha medo de novos desafios, Deus pode estar te moldando para outra etapa de sua vida. Elias já tinha provado que podia fechar o céu, mas o mesmo que Deus usou para fechar, agora está usando para abrir. Deus quer mudar o registro da sua fé!

Ele precisou de ajuda. Veja que ele precisou de um discípulo para aquele novo momento. Não tenha medo de novos desafios, Deus pode estar te moldando para outra etapa de sua vida, Elias já tinha provado que podia fechar o céu, mas o mesmo que Deus usou para fechar, agora está usando para abrir. Deus quer mudar o registro da sua fé.

Ele teve que colocar a cabeça entre as pernas e gerar um novo registro para sua fé. Agora o clamor era por chuva, ele teve que se adaptar a esse novo registro, pois Deus pode estar mudando seu ministério de fogo para água. Deus pode querer te usar em um campo desconhecido.

A oração agora era outra. No ministério é a mesma coisa, estamos tão acostumados a falar e pregar, mas quando precisamos mudar o registro da nossa fé a gente costuma ter dificuldade.

Quando caiu fogo, trouxe visão de quem é Deus, porém, quando caiu a chuva trouxe provisão. Deus pode está lhe dando um novo registro de fé, onde saímos do campo espiritual e nos empoderamos de uma unção para trazer provisão em meio à necessidade do povo.

O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em poder e jamais inocenta o culpado; o SENHOR tem o seu caminho na tormenta e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus pés. Naum 1:3

A panela da ira de Deus começou a ferver, ao contrário do que muitos diziam, Deus é tardio em irar-se, pois anunciou a queda de Nínive através do profeta Jonas, havendo arrependimento no meio do povo Deus recuou, porém um lugar onde houve uma das maiores evangelizações da história, após esse grande avivamento onde até os animais foram colocados para jejuar em sinal de arrependimento, depois disso o povo se afasta de Deus e começa a adorar outros deuses, agora 100 anos depois Deus levanta Naum. Consolo, compaixão, como o profeta da segunda chance, Deus está esperando uma atitude que interrompa sua ira, mas o quadro aqui é outro, apesar de Deus ser misericordioso, você pode não estar vendo, mas a panela da ira de Deus começou a ferver.

Nínive que era capital da Assíria tinha um poder de ataque muito forte provocando exílio ao reino do norte, e por sua vez uma opressão para Judá o reino do Sul.  Naum tem como chamado registrar e decretar a queda completa de Nínive, já que ela não parava de perseguir a nação escolhida, tendo essa queda como a maior notícia de sua época, Período de 612 a.C. Nínive se tornou o exemplo de que: “a soberba precede a ruína e a altivez do espírito a queda.” (Provérbios 16:18). O juízo virá sobre aqueles que obstruem o derramamento das bênçãos do pacto assegurada pela semente prometida. O juízo vinha sobre a Assíria que tinha como sua capital, Nínive, mas a mensagem era a seguinte, aqueles que buscarem refúgio nele, Ele tem um caminho.

Quanto maior o poder (influência), menor a precipitação - O entendimento aqui a respeito da ira está ligado à busca pela justiça, pois quem não se ira por nada, nada realiza. Quanto à precipitação é uma grande verdade, pois quanto maior influência exerce, maior cuidado para tomada de decisão. Se a decisão de um homem pode colocar um país numa guerra, por isso Deus é tardio em irar-se. Ser tardio em irar-se nos dá a oportunidade de entender melhor as coisas. Um grande líder não tem um coração pequeno que se ofende com facilidade.

Não se precipite em julgar seu momento, pois quanto maior a influência, menor deve ser a precipitação, quanto maior a altitude, maior a pressão.

Não deixe as pessoas te definirem pelos últimos acontecimentos de sua vida. Seu momento não te define. Você precisa se cercar de pessoas que te desafia a melhorar, e se separar daqueles que vão contra suas crenças, você está em uma constante luta, não permita que seu passado te faça de vítima. Você não é o que te aconteceu, você vive em uma batalha com sua imaginação e cada uma delas que se levantar contra o conhecimento de Deus, leve-a obediência de Cristo.

Você pode entrar na tempestade, mas não deixe a tempestade entrar em você. Existe uma recompensa esperando todos aqueles que não desistem. Vemos isso quando Jesus estava dormindo enquanto os discípulos lutavam com uma tempestade, veja que o que estava dentro dele veio para fora, Aquietai-vos e sabei. Quando você vir alguém muito tranquilo no meio de uma tempestade ou ele pode ser irresponsável, falta de senso de realidade ou ele sabe alguma coisa que você não sabe - Só se aquieta quem sabe é só sabe quem se aquieta. Deus mostrou o caminho - Deus não vai criar o caminho na tormenta, Ele já criou, porém, vai iluminar, vai mostrar.

Com uma simples pedra, Deus colocou Davi na história - Deus não precisa de muita coisa para te colocar no cenário, ele só precisa de disposição, veja que muitos que são chamados estão paralisados esperando que alguém faça por eles o que o Senhor os chamou para fazer - Não espere que outros entrem em batalhas que nem mesmo você está disposto a entrar, e quer um conselho? Não entre em batalhas onde a pessoa que está envolvida no processo não se dispõe a se esforçar, te garanto que sei bem o que estou te falando.

O teu sucesso está dentro do seu chamado, o lugar do seu chamado está te esperando com toda provisão que você precisa - O que envolve de fato um chamado? Será que meu chamado depende de pessoas para sustentar? Preciso de pessoas que se responsabilizem por aquilo que o Senhor me mandou fazer?

Não há problema em um líder ter em sua equipe pessoas mais capazes do que ele, porém, será um problema se ele tiver gente mais apaixonada por Deus do que ele.

Digo isso por ver pessoas confundindo seu chamado e fica esperando que alguém patrocine o que Deus falou com ele, ou que alguém faça o que Deus revelou para ele. Qual a real expectativa de Deus quando te chama? Que você se prepare, que você se provisione, que você se disponha, pense um pouco sobre cada item desses: Preparo, provisão, disposição.

Você precisa de uma indignação, como aconteceu com Neemias ao ver Jerusalém em ruínas e o povo conformado com a pobreza, ele decide juntar seus próprios recursos, sua influência e disposição para construir os muros de Jerusalém, ele dizia, estamos na ruína, vocês precisam ver isso e mudar, mas sua indignação foi resultado de suas referências, ele tinha uma referência de palácio, pois foi copeiro do rei, você precisa ampliar suas referências.

Pare de esperar aprovação de pessoas que não creem em seu chamado. Você nunca realizará seu chamado se você não estiver faminto dele.

O que parece ser não controla o que é - Ezequiel 1:1-6 - Havia muita desesperança, incertezas e angústias pelas perdas ocorridas, ouviram falar do que havia acontecido com Israel conhecido como reino do Norte pouco mais de 100 anos atrás quando Senaqueribe leva as dez tribos para o cativeiro da Assíria, sendo que nunca mais voltaram para casa, agora depois de três invasões 605 A.C Quando a Babilônia assumiu o controle de todos os países ocidentais, inclusive Judá e no seu retorno à Judá Nabucodonossor capturou jovens capazes para servir na Babilônia. Daniel e seus três companheiros estavam entre eles, sendo que na segunda deportação em 597 A.C. No período do Rei Joaquim que estava como Vassalo da Babilônia em Judá, Ezequiel foi deportado nessa, até que houve a terceira deportação em 586 A.C. Quando Jerusalém e o templo foi destruído.

Faziam 5 anos que Ezequiel vivia em um assentamento judeu, um campo de refugiados à beira do Rio Quebar, agora com 30 anos de idade, por ser filho de Sacerdote, chegou o momento de assumir seu sacerdócio*(Ele teve que se adaptar ao novo momento - Mudança), porém, sem templo, sem as estruturas, sem o ambiente, é um povo sem referencial, Ezequiel recebe um chamado para ser profeta. Umas das primeiras mensagens que ele transmite é que o templo foi destruído, mas Deus continua em seu trono, precisamos ter esse entendimento, pois coisas e referências em sua vida podem ser destruídas, mas o Senhor continua em seu trono. Em um campo de refugiados, numa área rural às margens do que era provavelmente um canal de irrigação ligado às partes inferiores do rio Tigre e Eufrates, o profeta nos mostrou que - O que parece ser não controla o que é.

Esse é um profeta que nos leva a navegar em dois mundos, onde suas visões se misturaram com sua realidade, assim um vale de ossos secos era visto como um grande exército. Não deixe que aquilo que parece ser em sua vida controle o que Deus diz a seu respeito. Veja que de dentro de um campo de refugiado ele consegue enxergar trono do Senhor.

Ele estava na Babilônia, mas a Babilônia não estava nele - Ezequiel 1:28 - Ao receber a visão, depois daquela maravilha, ele caiu com o rosto em terra e ouviu a voz de quem falava. Atrás de toda maravilha tem uma voz. Após uma visão, vem a instrução. Após a experiência vem a prática. Após o êxtase, vem a profecia.

Mude seu sistema de crenças. Se você confessar com sua boca coisas que você não está acreditando com seu coração, suas palavras não têm nenhum poder, porque não foram germinadas de um pensamento sincero. O solo para essa semente germinar é o sistema de crenças que adquirimos. Veja que para cada profeta, Deus o preparou de maneira diferente. Isaías teve seus lábios preparados por uma brasa viva - Isaías 6:6. Jeremias teve o toque das mãos de Yahweh em seus lábios - Jeremias 1:9. Ezequiel foi dado um rolo para comer - Ezequiel 2:9-3:3.

Você está onde está não por aquilo que você falou, mas por causa de seu sistema de crenças, II Coríntios 10:4. O pensamento é que faz a diferença em determinar onde vamos chegar. Se a sua mente está presa nos lugares que você foi, você nunca vai chegar onde quer chegar. Você pode ser preso em um sistema que não quer deixar você sair. Mas a promessa é que o Senhor destrói fortalezas da mente.

O que pode paralisar você não é o que você diz para os outros, mas sim o que você diz para si mesmo, nosso sistema de crenças afeta nosso comportamento e nossa fala. Muitas vezes somos seduzidos a acreditar que os eventos externos controlam nossa vida, e que o ambiente moldou o que somos hoje. Não são os eventos externos que moldam nossas vidas, mas sim as convicções e o que esses eventos significam, a questão é o significado que atribuímos aos eventos.

Erga muralhas de proteção. Eu já as ergui há muitos anos, você precisa se proteger daqueles que ainda não entenderam o poder da língua e continuam a usá-la de maneira errada. Ezequiel era um profeta, sentinela, Atalaia, seu lugar era em uma torre, mas o que quero te dizer é que ele estava em um assentamento de refugiados, porém, seu espírito ligado ao trono de Deus. Eles estavam longe das estruturas, porém, Deus mantinha suas promessas vivas, mesmo no exílio. O Deus de Israel não está preso ao seu templo em Jerusalém.

A principal missão de Ezequiel era mostrar ao povo exilado que apesar das circunstâncias serem difíceis, Deus continua em seu trono e no comando. A conexão de dois mundos. O profeta nos mostra que é possível estar em um lugar acessando outro lugar. O lugar é o presente, a visão é o futuro. Ele enxergou movimento do céu, um arrebatamento no meio do exílio babilônico ele alcançou as mais altas revelações já obtidas por um homem, como explicar isso? Estando em um lugar que não inspira nada, mal cheiroso, humilhado, mas alcançando níveis altos de revelação. O que parece ser não controla o que é.             

0
01/11
Minha paixão é por vidas

1 de Novembro de 2016

Existem coisas que você precisa saber para ser feliz, pois nos atentamos mais para aquilo que nos traz infelicidades do que o que nos impulsiona.

/

"Saberás, pois, que o SENHOR, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos." Deuteronômio 7:9 - Proclamação de novembro.

Existem coisas que você precisa saber para ser feliz, pois nos atentamos mais para aquilo que nos trás infelicidades do que o que nos impulsiona. Veja quantas novas informações você recebe a cada dia que enfraquecem suas convicções, porém ao ler o decreto para este mês, me deparei logo com uma palavra que será a chave para nossa vida - Saberás, sendo na tradução original - Você deve saber, o que você está precisando saber sobre Deus, Ele quer se revelar. À medida que ele se revela, determina a medida de suas realizações, pois não posso querer o que não conheço.

Saberás - Este versículo já começa com uma palavra chave, pois saber é uma grande dádiva. Logo, me lembro do texto Aquietai-vos e Sabei, pois só consegue aquietar quem sabe. Aqui se refere a aprender, discernir, conhecer. O saber aqui significa ter uma experiência que comprove o que eu já sei, pois está além das palavras, além das teorias, além do profético. Significa vivenciar, tocar, possuir. Este saber vai te libertar.

Entramos em novembro com essa declaração, saberás, pois existem muitas perguntas sem respostas que podem nos paralisar. Eu declaro um mês de descoberta, de esclarecimentos, de luz, de discernimento, de revelação, pois a verdade liberta e quem tem revelação governa, quem tem o conhecimento avançado sobre algo, governa. Talvez existam áreas da sua vida que estão te governando, situações que estão te dominando, a palavra é saberás. 

O que você precisa saber para ser feliz?

Que o Senhor teu Deus é Todo Poderoso - O texto diz, que o Senhor teu Deus é Deus, isso significa que o Deus que você adora é o todo poderoso e isso é tremendo, porque muitos adoram, se empenham, se entregam, mas a um Deus que não existe. Porém, seu Deus move os céus e a terra por sua causa.

Que o Senhor teu Deus é Fiel - Fiel aqui se refere à apoio, porém precisamos nos lembrar do conceito que Deus é provedor daquele que ele é Senhor.

O texto fala de um Deus fiel, mas antes apresenta quem é esse Deus, o Senhor nosso Deus. O profeta Habacuque recebeu uma palavra que precisava ser colocada em lugar alto e visível, pois a palavra era - O justo viverá pela fé, que de fato o texto quer dizer que o justo será sustentado pela fidelidade de Deus. A fidelidade de Deus se materializa com seu cuidado diante de nossas necessidades. Deixe Deus ser teu Senhor, sua essência é a fidelidade.

Que guarda a aliança - O mais interessado em ver as promessas se cumprindo em nossa vida é Deus, pois Ele vigia para que sua palavra se cumpra.

Em Jeremias 1:11-12, quando o profeta disse para Deus que estava vendo uma vara de amendoeira, o Senhor disse: "Viste bem, porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir." Se refere a vigilância, a guardar.

Nos lembramos do paralelo bíblico que por causa da incredulidade do povo, quando o Senhor levantou Aarão como Sumo Sacerdote de Israel, o povo duvidou. O Senhor manda colocar 12 varas, eram varas secas, mas a vara de Aarão floresceu.

Sua vida pode estar como a vara de Aarão, seca, sem vida, mas vai florescer e dar fruto. As doze varas ficaram na presença do Senhor à noite toda, assim será sua vida, pois se você colocar sua vida na presença do Senhor, ela vai florescer, vai receber vida.

Recompensa a atos de bondade - Até mil gerações, estamos falando de proporções grandes, pois Deus nos recompensa por cumprirmos seus mandamentos por amor. As promessas do Senhor para nossa vida estão guardadas debaixo da aliança que temos com Ele, uma aliança de gerações, pois não para em nós, se estende para nossos ramos, nossos filhos.

Eu declaro este decreto sobre sua vida que o que você precisa saber para ser feliz será revelado em seu coração, assim como saberemos tomar decisões que impulsionarão nossa vida. Você já pensou o que aconteceria se você realmente decidisse?

0
28/10
Minha paixão é por vidas

28 de Outubro de 2016

Quando recebemos Jesus nos tornamos alvos da criatividade de Deus, Ele nos recria, e nos tornamos nova criatura e somos iluminados

/

Disse Deus: "Haja luz", e houve luz. Gênesis 1:3.

Vazio, em trevas, sem propósito, devastado, este era o cenário. A terra não foi criada sem forma e vazia, mas tornou-se desta forma (Tradução de estava é tornou-se), por isso antes do primeiro dia da criação encontramos uma terra na escuridão, vazia e sem forma por causa da queda de Lúcifer. Deus criou a terra (Barah - Trazer a existência, criar a partir do nada), porém veio a queda de Lúcifer e destruiu o sistema criado por Deus, assim a terra se tornara sem forma e vazia. Veja que esses fatos antecedem o período dos seis dias da criação, se refere a uma criação anterior que foi devastada pela entrada de um ser celestial na dimensão natural provocando uma catástrofe. Mas é importante nós entendermos que a criação iniciou-se com os céus e terra. No princípio criou Deus os céus e a terra se refere a um passado indeterminado onde Deus fez com que o universo viesse a existir do nada (Barah). A presença do Espírito Santo pairando sobre as águas mantinha a ordem do caos até que viesse uma intervenção criativa novamente, mas o segundo momento não começa com o Barah, mas sim com Hayah, que é chamar o que já existe.

Hayah, foi a primeira palavra liberada por Deus no ato criativo, (Gênesis 1:3 - Disse Deus - Haja/ Hayah), depois da terra ter se tornado em caos por causa da rebelião de Lúcifer, Hayah foi uma palavra de ordem, e por isso esta palavra virá sobre sua vida. Nos versos anteriores vemos uma narrativa a respeito da condição que a terra ficou após aqueda de Lúcifer, era um inventário da situação da terra. Porém, em 1:3, foi o momento onde o pensamento de Deus se manifestou em palavras quando ele diz Hayah, Haja, pois essa luz Ór! Daria condição para o segundo estágio perfeito da terra e a segunda habitação. A narrativa, o inventário de nosso momento também precisa dessa liberação - Hayah!

A partir da chegada da luz começou a preparação e restauração do planeta terra para um segundo estágio habitável, a criação de um novo sistema social para tomar o lugar do sistema de Lúcifer. Tudo começa com Hayah, com a chegada da luz primeira. Esta luz veio separar as trevas da luz, mas ainda não se refere ao sol, pois o sol foi criado no quarto dia (Gênesis 1:16), porém, esta luz veio para separar o sistema caótico de Lúcifer para uma nova era definida pela ação criadora de Deus. Por isso, quando recebemos Jesus nos tornamos alvos da criatividade de Deus, Ele nos recria, e nos tornamos nova criatura e somos iluminados . “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz. Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.” João 1:1-9

Jesus Cristo é o filho eterno de Deus que existia antes de todas as coisas, pois Ele fez todas as coisas, então o começo de João é anterior a Gênesis 1:1/ João 1:1, Colosenses 1:16-17, Hebreus 1:2. A luz primeira originou-se do próprio Deus que é luz.

Yah - Deus é poderoso, e o que você pensa a respeito dele não muda nada do que Ele é, mas muda o que Ele fará a seu respeito. Veja que a palavra Hayah tem o nome de Deus - Yah formado de duas letras hebraicas - Yod e Hei, letras pelo qual os mundos foram criados, foi com Yah que Deus criou os mundos, dois mundos. A letra Hei corresponde ao nosso mundo, ao mundo visível, a letra Yod ao mundo vindouro, ao mundo invisível (Os céus).

Yod, Hei, Vav, Hei - Yahwh - “Confiai no Senhor permanentemente, porque o Senhor Deus é uma Rocha Eterna.” (Isaías 26:4) A palavra Rocha também se traduz como rochedo, fortaleza. A palavra Eterna também se refere ao verbo criar, Olam, que pode ser traduzido por mundos ou por eternidade. Veja a tradução - Pois em Yah, o Senhor, (há) um rochedo de eternidade.

Haja - Fazer aparecer, fazer visível algo que já existia, porém, perdida no caos, Deus ordena a luz. Na criação vamos ver três formas de Deus se expressar: Quando Ele cria a partir do nada, quando ele cria a partir de uma matéria já pré-existente, e quando ele manda manifestar o que já existe, mas está escondido, quando diz, haja luz, aqui a palavra Haja é - Hayah, o que é tremendo é que é uma palavra como Yahweh, ou seja, Deus está dizendo venha a luz que está dentro de mim para fora, a luz veio da própria essência dele, aqui não se refere ao sol, mas a luz, iluminação,  porém, o que precisamos prestar a atenção é que quando diz, e disse Deus, algo está sendo criado ou manifestado. Outra coisa que precisamos nos lembrar é que em toda manifestação de Deus existe um propósito, pois quando Deus apareceu em uma Sarça em chamas para Moisés, até então, era um encontro com algo maravilhoso, porém, a partir do momento em que vem uma voz de dentro da sarça tudo começa a fazer sentido, ali Deus começa a falar sobre o futuro de Moisés.

Futuro não é tempo, mas futuro é lugar. Quando usamos um GPS ele calcula o tempo que vamos demorar para chegar em algum lugar, no decorrer do trajeto, o tempo pode ser mudado, por um congestionamento ou por um erro de rota, onde o GPS vai recalcular, mas o lugar continua o mesmo, ou seja, você pode chegar em um mesmo lugar com um determinado tempo, ou duas ou três vezes mais daquele tempo, e quando chegar, você pode dizer que está no seu destino, pois o próprio GPS diz, você chegou no seu destino. O Senhor é paz, pois no meio da guerra, ele levantou um altar para seu futuro, o altar que você levanta hoje determina seu futuro.

“E disse: Não te chegues para cá; tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa.” Êxodo 3:5

“Então disse o príncipe do exército do Senhor a Josué: Descalça os sapatos de teus pés, porque o lugar em que estás é santo. E fez Josué assim.” Josué 5:15,

Aqui estão dois momentos decisivos na história de Israel, um ocorreu quando Deus revela-se numa sarça ardente e fala a Moisés a respeito do que aconteceria no futuro, e o outro, vem um anjo ao encontro de Josué, como um comandante, pois Josué precisava lembrar que ele era o segundo naquele comando. Apesar de ambos estarem em lugares pagãos, a presença do Senhor mudou o ambiente, que passou a ser chamado terra santa, separada. Deus falou com Moisés, na melhor tradução diz: “Pare de vir nesta direção como está fazendo agora”, ou seja, ele não estava preparado. O fato é que para os dois o Senhor mandou tirar as sandálias dos pés.

Vejo estas passagens de Moisés e de Josué como um momento onde o Senhor quer revelar o futuro, assim Deus muda oendereço por um instante e convida-os para entrar em Sua casa. Quando pisaram na terra do Senhor, pisaram o futuro.

O sacerdote ministrava descalço. Só quando assumimos nossa posição de servos é que Deus pode assumir sua posição de Senhor - Watchman Nee. A verdadeira revelação não está na Sarça ardente, mas sim na voz de Deus que veio de trás da sarça. A sarça ardente seria algo extraordinário, mas algo extraordinário sem um propósito embutido não me leva para lado algum, toda vez que você vê algo extraordinário acontecendo, preste atenção na palavra que virá após.

A luz mencionada em 1:3 não só se refere a distinção de luz e trevas, mas a iluminação de toda a Torah, ao entendimento da vida, a uma fonte de luz, a luz que precisamos para direcionar o caminho de alguém que se prendeu em sua própria escuridão ou se encontra em um labirinto emocional ou mesmo no cárcere de sua própria alma, Hayah se refere a esse empoderamento da verdade, ao discernimento do oculto, ao esclarecimento do escuro, a descoberta do encoberto. A partir dela mergulhamos em um oceano mais fundo.

Quando entramos no paralelo messiânico, vem logo o entendimento que quando Jesus morre, passam três dias onde ele entra no inferno, ou seja, no caos e, quando comparamos ao momento da criação, entendemos que os três dias onde Deus estava formando o que daria base para o resto, assim Jesus estava construindo em três dias o que o pecado nos tirou.

Hayah é a luz que emanava diretamente do Todo poderoso, ela formava o dia e a noite através de sua sucessiva ocultação e visibilidade. No salmo 104:2 “Diz que Deus se cobriu com essa luz como se fosse um manto, e estendeu seu esplendor de um extremo ao outro do universo.” Esse manto como se cobrindo o corpo, o escondendo, mas revelando que é real, ela é entendida com um portal que no dá acesso à sua presença. 

O primeiro dia só começou a partir da criação da luz. A terra antes era desolada, desabitada e havia escuridão sobre a face dos oceanos primitivos, e um vento divino soprava sobre a face das águas - A existência da luz primeira é considerada um milagre singular.

A função da luz primeira é delinear a passagem do tempo, permitir a percepção do começo e do fim dos dias, pois nem um dia é igual ao outro. O tempo é como um rio que flui e no qual o homem nunca entrará duas vezes - Hieráclito - Nenhum homem entra no mesmo rio duas vezes, porque não é mais o mesmo rio e Ele não é mais o mesmo homem. O Hieráclito é o rio da vida, para a escritura hebraica é o dia, pois nenhum homem volta mais ao mesmo dia, porque não é mais o mesmo dia e ele não é mais o mesmo homem.

Através da luz da tua face - “O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti;” Números 6:25 Nesta benção sacerdotal o Senhor eternizou a benção, em uma versão mais próxima - Que o Eterno faça brilhar sobre ti sua face - Através da luz da tua face. 

Quando o fim de algo se apresenta, se atente, pois pode ser um novo começo se apresentando. Charles Spurgean dizia que as promessas de Deus nunca brilham com tanta intensidade quanto na fornalha da aflição. Use o que está em sua mão. Quando o filisteu afrontou a Davi dizendo que ele estava vindo com paus na verdade ele viu a vara e o cajado na mão de Davi, isso, um cajado para conduzir ovelhas e confundiu com um pedaço de pau, e viu com uma funda e confundiu com pedra para expulsar animais. Não confunda funda e cajado com pau e pedra. Antes de lançar a pedra, existe uma batalha a ser vencida.

Davi levou para sua batalha o que ele tinha. Nós sabemos que além do rei ter oferecido suas próprias armas para Davi, imagine quantos do exército que lhe ofereceram suas armas, porém Davi enfrentou seu desafio com o que ele tinha em mãos.

Precisamos aprender a dizer não para muitas boas ideias e manter o foco, às vezes seguimos boas ideias, mas elas não tem a ver com nosso chamado, são distorções que drenam nosso potencial. Saul ofereceu algo para Davi, mas ele entendeu que não era para ele. Um dia um grupo de pastores chegou até Charles Spurgean e perguntaram se podiam usar suas pregações, ele disse: Vocês podem usar meu machado, mas a força tem que ser sua.

Você precisa estar ligado a pessoas que não querem o que você tem, mas sim querem o que você quer, pois quando querem só o que você tem, drenam suas forças, porém quando querem o que você quer, somam às forças. Na história do Machado que flutuou II Reis 6:1-7 - Você precisa estar conectado a pessoas que vão lhe fazer flutuar, como o cabo do Machado, você precisa aprender a conviver com pessoas, mas não deixar influenciar você, Deus não quer muitas impressões digitais em sua vida, pois são apenas uma distração para a estrutura do seu DNA futuro.

Hayah - Hoje mesmo – I Samuel 17:45-46 - Veja que diante da afronta que Golias levanta contra Davi, ele diz: Hoje mesmo, por duas vezes. Golias cometeu dois erros - Um, foi amaldiçoar um descendente de Abraão, outro foi levar a batalha para o campo espiritual, fora que era um incircunciso, alguém sem aliança enfrentando alguém que tinha aliança com Deus.

Acesse os portais da vida - Aquecendo o corpo – II Reis 4:16-20; 27-28; 32-37. Você já orou na presença da morte alguma vez? Ou em um ambiente de desistência de desamparo, de angústia? Você já entrou em uma casa onde o assunto é a morte de algo ou de alguém, a desesperança ou mesmo o cansaço? O ambiente aqui é de cobrança, pois o profeta que achou ter feito algo bom, e a Sunamita que se encontrava feliz até que a estadia do profeta na casa dela a fez sonhar mais alto, abriu seu entendimento, gerou esperança, estimulou a acreditar a ponto de despertar um sonho que já estava enterrado que era de ter um filho, uma vez que concretizou a palavra do profeta, anos depois o menino morre e junto com ele a mãe entra em profunda amargura – II Reis 4:27.

O poder da vida e da morte está na língua, provocamos morte e vida o tempo todo, às vezes o que morre são só algumas células e logo nascem outras, porém as vezes morrem sentimentos que sedimentam e se tornam parte da vida da pessoa. O fato é que assim como o profeta e seu discípulo estavam diante da morte e ali o profeta orou e aqueceu a frieza daquela família e trouxe à vida novamente, assim Deus vai aquecer sua vida, mais do que isso, vai te usar como profeta para aquecer aqueles que estão frios e distantes.

Assim estava o povo de Israel quando tanto Jeremias quanto Isaías os despertaram - Jeremias 2:13, Isaías 29:13 - Veja que eles perderam a paixão pela presença do Senhor, são comparados a cisternas rachadas que não contém água, pessoas que se acostumaram a trabalhar para Deus, mas não tem nenhuma intimidade.

“Vá proclamar aos ouvidos de Jerusalém: "Eu me lembro de sua fidelidade quando você era jovem: como noiva, você me amava e me seguia pelo deserto, por uma terra não semeada.” Jeremias 2:2 Aqui o profeta completa mais ainda o assunto, pois ele compara a nação de Israel como também hoje a igreja a uma noiva, ou menina dos seus olhos, por isso ele diz, nós tínhamos um romance, nós andávamos de mãos dadas no deserto, hoje nosso relacionamento virou negócio, ele compara a um casal, que antes se relacionavam face à face, lado a lado, se tornaram companheiros, e agora costa à costa, veja se você não precisa ser aquecido por essa palavra.

Este é um ambiente que não queríamos estar, pois aquele quarto onde foi posto o corpo do menino era o lugar onde o profeta viveu muitas experiências com Deus, e aquela cama era sua cama, porém aquele ambiente de vida agora estava com cheiro de morte. Existem momentos onde o ambiente que lhe trouxe muitas experiências pode ser tomado por uma tristeza, o que precisa mudar? A angústia que a mulher tinha não podia ser compartilhada com o marido, seu filho morto, seu marido no campo, ela recorre ao profeta, talvez sua casa esteja dessa maneira, mas a declaração é aquecendo o corpo, sua casa será aquecida.

O óbito do menino foi atestado ao meio dia, essa informação poderia ter passado, mas uma vez que ela foi registrada nos lembramos o que diz o salmo a respeito da mortandade que assola ao meio dia, veja que essa casa foi atingida por essa ação espiritual, não sei a hora e o local que algumas coisas em sua vida começaram a morrer ou já morreram, porque nossa alma costuma registrar momentos que fomos atingidos pelas perdas, porém a palavra do Senhor para sua vida é que Ele vai te trazer de volta!

Você vai orar na presença da morte. No lugar que o profeta orava foi colocado um defunto, veja que ele teve que orar na presença da morte, ele continuou a fazer o que já fazia antes, ali foi um lugar onde ele teve muitas experiências com o Senhor, o que mudou é que havia um morto no lugar, ele andou como costumava a andar e orou. O segredo dos dois altares - o profeta revelou no público aquilo que ele fazia no secreto, essa história nos faz lembrar os dois altares que Josué levantou, um dentro do Jordão e outro fora do Jordão.

Acesse os portais da vida - Boca, olhos, mãos - Sim eu sei que existem outras portas de entrada em nossa alma, porém aqui vemos o profeta acionar três áreas que representam acessos em nossa alma para que a promessa que está morta seja vivificada. Se a sua promessa está morta, comece agora a aquecê-la. Seu milagre vai ser ressuscitado, porém você vai ter que usar sua boca, seus olhos e suas mãos para mudar sua situação, você vai se colocar sobre tudo o que está morto e vai trazer a vida de volta. Boca Sobre a boca - Use sua boca para declarar vida sobre aquilo que estava morto. Olhos sobre os olhos - Deus lhe dará uma visão onde existem coisas mortas, ele te abençoou com uma visão que irá mudar sua realidade. Ele adorou em cima da morte, assim que se adorava, Eliseu já fazia isso em seu quarto, ele não mudou o que fazia, só que agora na presença da morte. Mãos sobre as mãos - Você tem que mudar a maneira com que você lida com as coisas, comece a usar suas mãos para alcançar sua prosperidade.

Quando você espirra, seu corpo está rejeitando o que está te irritando. Houve um ataque em nosso sistema imunológico e temos que espirrar essa irritação, esses espirros representam que o que está incomodando vai sair. Deus não quer apenas mudar sua situação, mas quer mudar você por completo.

Uma oferta que Deus esperou - Juízes 6:18-24 - Espere até que eu volte, veja que essa foi o pedido de Gideão após receber uma palavra de conexão, uma palavra de destino, uma palavra vinda de Deus. O povo estava debaixo de uma grande oposição, porém o que mudou este cenário foi uma oferta. Uma oferta que fez o anjo esperar.  A oferta era importante para legitimar a promessa que fora liberada. Deus espera por nossa oferta.

0
1
2
3
4
5
6
>>
Categorias
As muralhas vão cair
6 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
Minha paixão é por vidas
47 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
Prepare-se para viver
1 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
Vontade divina
0 post(s) cadastrado(s) nesta categoria.
Clique para visualizá-lo(s).
ARQUIVOS
facebook
BLOG AP. SILVIA
Desperte sua mente!
O que torna uma pessoa infrutífera e pobre?
Que diremos pois à v
Esse é um tempo de retrospectivas
Juntos Somos Melhore
Conheça o propósito e a importância das células para você e para a igreja
Em busca da felicida
Você pode ser feliz
Estarei a salvo
Salvação é a intervenção máxima de Deus na vida de seus filhos